Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Exclusivas / CARREIRA INTERNACIONAL

Pedro Carvalho relembra novelas e exalta teledramaturgia no Brasil: “Referência”

Português Pedro Carvalho relembra participações em ‘A Dona do Pedaço’ e ‘O Outro Lado do Paraíso’; veja

Aleksander Santos Publicado em 08/03/2022, às 14h49

Pedro Carvalho relembra novelas e exalta teledramaturgia no Brasil: “Referência” - Divulgação
Pedro Carvalho relembra novelas e exalta teledramaturgia no Brasil: “Referência” - Divulgação

O português Pedro Carvalho está marcando de vez seu nome nas novelas nacionais e internacionais. Com mais de 18 anos de experiência na teledramaturgia, o artista segue mostrando sua fome para evoluir na profissão e colecionar experiências culturais. Em conversa com CONTIGO!, o galã das telinhas detalhou o início de sua rica carreira e revelou quais desafios ainda gostaria de superar.

“Eu faço TV há 18 anos. Comecei adolescente em Portugal e nunca parei. Atuar é uma paixão e descobri cedo o que eu queria fazer. No meu país, as novelas brasileiras são muito consumidas e cresci assistindo, então, quando iniciei a minha carreira, fazer essa ponte com o Brasil era um objetivo meu”, explica ele.

Fã de carteirinha dos trabalhos nacionais, o artista revela que existem diferenças nos bastidores das gravações das novelas brasileiras e lusitanas. Para ele, é de grande orgulho poder estar nas telinhas de ambos os países.

“Teledramaturgia brasileira é uma referência. O Brasil produz grandes produtos e é conhecido pela sua qualidade. Em Portugal, fazemos excelentes trabalhos também, mas existem diferenças de processo. Acho que o que é mais diferente é o ritmo de gravação (...). Tirando essa parte, é tudo bastante parecido. Estamos falando de grandes empresas e seus produtos, com profissionais incríveis envolvidos. Eu fico muito feliz de estar presente na TV brasileira e portuguesa”, afirma.

Privilegiado, Pedro garante que essa miscigenação cultural lhe rendeu uma ampla bagagem pessoal. Ele se recorda com orgulho das participações nas novelas brasileiras Escrava Mãe, da Record TV, e O Outro Lado do Paraíso e A Dona do Pedaço, ambas da TV Globo.

“Eu fiz grandes trabalhos no Brasil. Aprendo muito com eles. Por mais que eu tenha diversos trabalhos em Portugal, estou falando de uma outra cultura, de um outro processo... Foram trabalhos que me deram muitas alegrias, eu me senti acolhido mesmo pelo público e pelos colegas”, cita.

Apesar de já ser referência para as novas gerações, o bonitão relembra com orgulho dos trabalhos ao lado de alguns de seus maiores ídolos. “Tive a oportunidade de trabalhar com atores que admiro muito, como Fernanda Montenegro, Marieta Severo, Marco Nanini, Betty Faria, Sueli Franco dentre outros maravilhosos. Atuar é trocar. Eu estou sempre aberto para aprender com os meus colegas de cena”, afirma.

DAS TELINHAS PARA OS CINEMAS

A notável trajetória de Pedro Carvalho lhe rendeu recentemente um papel no longa O Segundo Homem. Estreando no cinema brasileiro a convite do diretor Thiago Luciano, o ator conta que na ocasião precisou conciliar o trabalho com o fim das gravações da novela A Dona do Pedaço.

“‘O Segundo Homem’ foi um trabalho muito desafiador para mim. Eu recebi o convite do Thiago Luciano, nosso diretor, durante as gravações de A Dona do Pedaço. A novela terminou e nós começamos as filmagens. Tive que conciliar a minha preparação para o filme com o fim da novela”, explica.

Interpretando o soldado Rui Coimbra, Pedro relembra com carinho da rotina intensa de trabalho para diminuir seu sotaque e se encaixar no personagem.

“A preparação foi muito intensa, com exercícios militares, dieta, muito cardio, manejo de armas de fogo e as aulas de fonoaudiologia. Rui é o meu primeiro personagem sem sotaque, meu primeiro filme brasileiro. Já faço fono há seis anos, regularmente, então já era um desejo meu interpretar um personagem que não fosse português. Acredito que isso me dá mais possibilidades de trabalho. Foi tudo intenso, mas foi um processo que eu amei participar. Fiquei muito feliz com o resultado, o filme está incrível e, mais do que entreter com uma história, ele provoca, deixa uma reflexão para o público”, destaca.

PLANOS FUTUROS

No auge de seus 36 anos, o galã já carrega uma bagagem bastante invejável no cenário nacional e internacional. Com apetite por novos desafios, Pedro comenta com orgulho seus futuros projetos.

“Tenho apenas 36 anos, quero fazer muitos personagens ainda. Acabei de fazer uma novela em Portugal, ‘Amor Amor', que foi um sucesso. Agora eu vou fazer um trabalho na Espanha muito legal. Um projeto grande, com profissionais incríveis. E logo eu quero estar de volta às novelas no Brasil. Já tenho algumas coisas conversadas, mas nada definitivo”, destaca.

O bonitão ainda exalta as belezas da profissão e cita seu anseio para interpretar novos personagens. “Acho que um ator sempre está em processo, nunca completo. Temos sempre essa busca por conhecer um novo personagem, por descobrir uma nova emoção... E eu quero fazer muitos papéis ainda. Adoro o desafio de me transformar em uma nova pessoa.”

Mas enquanto as ideias não saem do papel, o ator aproveita para fazer um convite aos fãs: “Enquanto não vem uma nova novela por aqui, tem no Globoplay a novela ‘Ouro Verde', que eu fiz em Portugal e ganhou um Emmy. É um trabalho importante, que eu gostei muito de fazer. É um novelão”, sugere.