Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Marisol Ribeiro comemora volta às novelas

Após cinco anos afastada das novelas, a atriz retorna em A Terra Prometida, depois de trocar São Paulo pela calmaria de Vargem Grande, no Rio

Por Daniel Lopes Publicado em 25/08/2016, às 19h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Marisol Ribeiro - Fotos: Henrique Fischer
Marisol Ribeiro - Fotos: Henrique Fischer
Vida agitada não é segredo nenhum para quem cresceu em frente às câmeras como Marisol Ribeiro, mas a atriz encontrou sua maneira de repousar e ainda se dedicar à arte. “Estou morando no meio do mato, em Vargem Grande (zona oeste do Rio de Janeiro). Vim com o meu marido (Fernando Mira, artista plástico), curtir a natureza, essa imersão. A gente pinta, eu escrevo. Gostamos de andar de bicicleta, tomar banho de cachoeira. Troquei São Paulo por isso aqui, é o que faz a minha alma sorrir”, conta a atriz, em entrevista à CONTIGO! na Lagoa Rodrigo de Freitas. Marisol retorna às novelas depois de cinco anos afastada desde o fim de Morde & Assopra (Globo) para interpretar Acsa em A Terra Prometida, na Record. “Eu gosto muito de novela. Passei algum tempo na TV a cabo, fazendo séries e filmes e fiquei com esta vontade de retornar porque novela é algo muito mágico, poder contar uma história para tanta gente, um alcance que nenhum outro meio tem”, acredita. “É uma grande vantagem mostrar algo tão distante de nós, te traz uma atmosfera imediata. Escureci o cabelo, pus um aplique para deixá-lo maior. É um mundo muito rico, uma experiência de novas sensações”, comemora.

Marisol Ribeiro na Lagoa Rodrigo de Freitas, cartão-postal da cidade do Rio


Emancipada
Marisol conhece bem a vida artística. Ela começou a carreira bem cedo, ainda na infância. “Cada hora penso uma coisa sobre isso. É algo que percebo de maneiras diferentes. Já achei bem estranho e muito legal. Foi uma sorte ter praticado minha profissão por muito tempo. Eu tinha pouca maturidade para lidar com isso, hoje me sinto mais protegida comigo mesma, confio mais em mim. Quando se é criança e lida com esse meio tão fantasioso e duro ao mesmo tempo, você ganha experiência. Fui emancipada mais cedo”, relembra. Deixando o passado para lá, os planos daqui para frente incluem lançar um livro de poesias autorais e aumentar a família. “Tenho vontade de ter filhos, sim. Estou tentando deixar a vida me levar, este é o grande barato para aprendermos. Não controlar tudo o tempo todo, mas prestar atenção nos sentimentos. Respeitar meus desejos”, conclui.