Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Exclusivas / PODEROSA!

Lorelay Fox estreia podcast no Globoplay e celebra sucesso através da arte drag: "Ser 'global' é muito chique"

Após 5 anos trabalhando como youtuber, a drag queen resolveu expandir sua arte ao formato de áudio e conseguiu um contrato com a plataforma da Globo

Matheus Aguiar Publicado em 15/06/2021, às 13h53

Lorelay Fox estreia podcast no Globoplay e celebra sucesso através da arte drag: "Ser 'global' é muito chique" - Reprodução/Instagram
Lorelay Fox estreia podcast no Globoplay e celebra sucesso através da arte drag: "Ser 'global' é muito chique" - Reprodução/Instagram

Na internet desde 2015, Lorelay Fox se tornou um símbolo para a comunidade LGBTQIA+ através de seu canal no YouTube; mas o seu trabalho como criadora de conteúdo não parou por aí. Hoje, 6 anos depois, a drag queen estreou o Podcast Para Tudo no catálogo do Globoplay e, finalmente, alcançou o cobiçado título de ‘global’.

Em uma conversa com a CONTIGO!, a artista celebrou a nova fase, deu detalhes de seu processo criativo e adiantou o que os fãs podem esperar do programa agora que está vinculado ao streaming da Globo.

O Para Tudo pode ter entrado na plataforma só no fim de maio, mas já está no ar desde 2020 – e a ideia de cria-lo, vale ressaltar, vem de muito antes. A “voz calma” de Lorelay, como definem os fãs, é uma das características mais fortes na personagem, e foi justamente isso que fez os admiradores incentivá-la a também investir no formato em áudio.

As pessoas comentam muito da voz da Lorelay, diziam sempre que eu tenho um jeito calmo de falar, muito característico. Inclusive, tem muita gente que ouve os vídeos antes de dormir porque diz que minha voz os acalma. Era inevitável, uma hora a Lorelay teria um podcast também”, contou.

Cheia de bom humor, a drag queen traz conversas sobre temas atuais, como comentários ácidos sobre algum reality show que está no ar, e também assuntos pessoais, como histórias sobre suas aventuras amorosas em aplicativos de relacionamento. Essa premissa de tópicos tão aleatórios é o que artista define como a ‘base’ do sucesso do programa. “Acho que é com isso que o público se identifica, é um fluxo de pensamento muito natural que vem a partir de uns tópicos que eu escolho baseado no que eu vivi”, explicou.

E para quem acha que o recorte LGBTQIA+ está a todo momento em pauta no podcast, se enganou. Apesar da arte drag, Lorelay faz questão de reforçar que o foco de seu trabalho é nas suas vivências cotidianas como uma pessoa qualquer – ou, como define ela mesma, sua “experiência pessoal sendo um brasileiro surtado na pandemia”. Afinal, “todo mundo só quer pagar boleto e tomar uma cervejinha gelada no fim do dia”.

Se a estreia no Globoplay já foi uma surpresa para os fãs, pode ter certeza que foi ainda maior para a drag queen, que nunca imaginou que chegaria a esse patamar. “Ser global é muito chique. [...] O podcast é tão autoral que eu nunca imaginei que conquistaria um espaço tão grande, que chegaria tão longe, que eu teria tanta audiência. [...] Agora eu sou global e posso dar esse close!”, brincou.

A conquista, no entanto, não irá mudar o conteúdo – os fãs já podem ficar tranquilos. Um dos principais acordos entre a empresa e a artista foi justamente a liberdade de criação: “Pode ser que a gente crie coisas novas, mas mudar o que a gente já tem, a essência, formato ou o surto que é o programa, não”.

Vale lembrar que além da plataforma da Globo, o Podcast Para Tudo, de Lorelay Fox, também pode ser ouvido em todos os serviços de streamings.