Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Exclusivas / Promissora!

Júlia Freitas se indigna com casamento arranjado em 'Nos Tempos do Imperador': "Não tem cabimento"

Responsável pela primeira fase de Dolores, atriz detalhou processo de criação de sua personagem ao lado de Daphne Bozaski

Gabriela Cunha Publicado em 15/09/2021, às 16h28

Vivendo a primeira fase de Dolores, a jovem atriz ainda falou sobre o processo de criação de sua personagem ao lado de Daphne Bozaski - Reprodução/ TV Globo/ Matheus Plock
Vivendo a primeira fase de Dolores, a jovem atriz ainda falou sobre o processo de criação de sua personagem ao lado de Daphne Bozaski - Reprodução/ TV Globo/ Matheus Plock

A atriz Júlia Freitas é um rosto novo na casa do telespectador. Com apenas 14 anos, a jovem artista estreou em Nos Tempos do Imperador, novela das seis da TV Globo e  vem conquistando um público fiel com talento, simpatia e um carisma de gente grande.

Apesar da pouca idade, a intérprete de Dolores tem bagagem artística de gente grande. Ela se divide entre atuar, dublar, cantar e ser digital influencer. “Com um ano e meio comecei a fazer ballet e sapateado incentivada pela minha vó e nunca mais parei”, conta ela, com orgulho.

A jovem carioca se mostra grata pelo incentivo recebido desde cedo da família. Júlia garante que sem esse primeiro passo dos familiares, ela não estaria onde está: “Meus pais e minha avó sempre me apoiaram em tudo. Tenho certeza que se não tivesse sido assim nem estaria mais na arte.” Além disso, ela revela sua maior inspiração no mundo artístico: "Tenho a Fernanda Montenegro como minha maior inspiração e referência."

Em conversa com a CONTIGO!,  Júlia contou como foi o processo de criação de Dolores - em que a artista faz a primeira fase personagem. A jovem revelou que toda a preparação foi feita ao lado da atriz Daphne Bozaski, que entrará para viver a fase adulta: “A criação da personagem foi feita a três: eu, Daphne e a preparadora Cristina Bittencourt, que já era minha professora de teatro. Trocamos muito até chegarmos na essência da Dolores.”

Minha inspiração veio da intuição de entender que a personagem precisava interiorizar processos de conflitos existentes e deixei fluir esses sentimentos”, assegura a intérprete da irmã de Pilar (Gabriela Medvedowski), ao falar do processo de desenvolver sua personagem.

A pequena Dolores é uma menina espera e inteligente, mas calma e obediente. Para Júlia, interpretar um papel com personalidade tão diferente da sua e ter que dividir isso com outra atriz foi um obstáculo. “O maior desafio do trabalho foi construir a personagem e saber que duas pessoas precisariam ter a conexão exata para Dolores ser tão intensa. Para mim, foi um exercício difícil já que não pareço em nada com a personagem.”

PARCERIA COM HELOÍSA PERISSE

Tem quem pense que esse é o primeiro trabalho da vida da artista, mas se engana. A atriz começou a carreira profissionalmente em 2018, após ser aprovada em seu primeiro teste, para o musical ‘Lololendi’, com a atriz Heloísa Perisse. Desde então, não parou e já tem mais de 100 dublagens de filmes, seriados, novelas, desenhos animados, reality shows e anime. Uma das dublagem mais famosas é a da protagonista da série da Netflix ‘O Gambito da Rainha' na fase jovem.

Ao ser questionada sobre alguma semelhança com sua personagem em Nos Tempos do Imperador, Júlia diz ser totalmente o oposto de Dolores. “A minha personagem não exala muito o que eu sou. Ela é muito retraída, meu oposto total. Características parecidas talvez a forma educada e a obediência ao pai.”

Júlia pontua que essa experiencia em outras áreas artísticas agregaram em sua performasse para a trama de Thereza Falcão e Alessandro Marson “Ter esse leque de características favorece sempre em testes e na construção dos personagens e com a Dolores não foi diferente. Me sinto mais confiante em experimentar devido as minhas experiências positivas.”

CASAMENTO ARRANJADO

Na trama, após Pilar fugir e deixar Tonico (Alexandre Nero) no altar, Dolores é prometida em casamento ao vilão pelo pai, o Coronel Eudoro (José Dumont) para que os negócios entre as famílias não corram riscos. Para Júlia, essa parte existente na foi importante, mas ela afirma que tudo é problemático: 

“Vejo que era muito comum para a época, por isso é importante tocar nesse assunto tão delicado. E ver como isso é problemático. Uma menina de 12, 13 anos, sendo prometida para um homem feito. Lembrar que isso não tem cabimento, que não tem sentido uma pessoa em desenvolvimento estar com uma já formada.”

Por fim, a jovem promissora atriz revela quais são os seus projetos em andamento e confiram que ainda não recebeu nenhum convite para um novo trabalho nas telinhas “Estou desenvolvendo um projeto áudio visual com a empresa XPG Brasil, onde fui convidada para ficar a frente de toda a criação: desde o roteiro, ilustrações, animação, dublagem, mixagem e direção. Quanto a novos trabalhos para TV, teatro e cinema estou na expectativa de novos desafios."