Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Exclusivas / MÚSICA

Gloria Groove lança novo álbum com referência de sua adolescência, vivida na Zona Leste de São Paulo

Estreando primeiro single nesta quinta-feira (17), cantora fala sobre processo criativo e referências do EP

Paloma Tavares Publicado em 17/06/2021, às 18h15

Gloria Groove lança 'Bonekinha', primeiro single de seu novo álbum, 'Lady Leste'
Gloria Groove lança 'Bonekinha', primeiro single de seu novo álbum, 'Lady Leste' - Reprodução

Gloria Groove lança nesta quinta-feira (17) o primeiro single de seu novo álbum, Lady Leste. Intitulada Bonekinha, a canção faz referência à adolescência da artista, vivida na Zona Leste de São Paulo.

Além disso, a canção ganha amanhã, ao meio-dia, um clipe cheio de referência aos anos 2000 Entusiasmada, a cantora garante que a nova era, com homenagens às mulheres que passaram por sua vida, marcará um dos melhores momentos de sua carreira.

“É uma chance de contar minha história melhor ainda. Me tornei Gloria Groove anos atrás e eu precisei criar um mundo para me sentir mais confortável, mas eu sinto que eu tenho muita coisa para contar, confessar, muita coisa que as pessoas ainda não sabem sobre mim”, disse ela.

“Lady Leste é um jeito de trazer as pessoas mais para perto, pois estou falando da zona leste, do meu lado, da minha família. E conseguir trazer [as pessoas] para dentro do meu contexto, de quem sou eu, e fazer disso algo cinematográfico, grandioso, acho que isso que é ser artista no pop”.

Gloria relembrou ainda o início de sua carreira como drag queen, quando precisava se deslocar da zona leste até o centro de São Paulo para fazer seus shows.

“Me montava na Vila Formosa e aí sim, chegava no centro e brilhar como drag. Acredito que ainda vamos brilhar mais, que não vamos precisar ir ao cento para conseguir brilhar”, disse ela, garantido ainda que o nome Lady Leste, que é também um alter-ego, foi inspirado em pessoas que ela é fã, como a Lady Gaga.

ORGULHO NÃO FALTA

Groove falou também sobre a importância de lançar o projeto no mês do Orgulho LGBTQIA+. A musa garante que faz todo sentindo, já que esse é um dos trabalhos que ela mais se orgulho, por ser tão focada em sua história real.

“Meu eu de 14 anos, que vivia na lan house, ouvindo Born This Way (Lady Gaga), teria muito orgulho de mim, olharia e falaria: como você aplicou bemas referências que a gente estudou e guardou durante tantos anos’. E eu tenho orgulho de ser uma pessoa que vem da zona leste, e isso é uma forma de homenagear em caixa alta”.

Gloria falou ainda que não sabe se o álbum completo sai esse ano, já que ainda está em processo de criação. A cantora, inclusive, disse que gostaria de ouvir a opinião do público sobre o que eles gostariam de ver no EP.