Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Exclusivas / ORGULHO LGBTQIA+

Gloria Groove diz que sucesso aconteceu após aceitar quem realmente é: ''Me sinto poderosa''

No mês do Orgulho LGBTQIA+, cantora fala sobre luta Drag Queen para conseguir espaço no meio artístico

Paloma Tavares Publicado em 20/06/2021, às 18h34

Gloria Groove fala sobre importância de lançar novo EP no mês do Orgulho LGBQIA+
Gloria Groove fala sobre importância de lançar novo EP no mês do Orgulho LGBQIA+ - Divulgação

Como uma das vozes mais ativas pela diversidade, Gloria Groove, que lançou seu novo EP Lady Leste na última quinta-feira (18), falou sobre a importância de estrear o trabalho durante o mês do Orgulho LGBTQIA+.

Feliz, a cantora disse não acreditar que seja ruim existir um grande foco na comunidade durante o mês de celebração, mas garante que essas pessoas não devem ser vistas apenas no momento de marketing. Para artista, é preciso que as empresas incluam a comunidade também em seu quadro de profissionais diários.

“Quantas travestis você conhece que trabalha num cargo de uma empresa? Que bom que as marcas têm olhado para nossa comunidade, isso demorou muito para acontecer, mas é um tipo de conquista. E tudo isso vem de uma trajetória de lutas”, diz a musa.

A artista fala ainda que a luta para obter espaço começou muito antes de artistas drags ficarem em evidência. Ciente da importância de sua representatividade, ela diz que enxerga seu trabalho com muita responsabilidade.

 “Não começa em mim, nem na Pabllo [Vittar], foram décadas de lutas para que as drags tivessem esse espaço. A gente representa uma fatia da nossa sociedade que ainda sofre muito e que ainda morre, então é muita responsabilidade”, reflete.

DEIXOU FLUIR

Groove escolheu Bonekinha para ser o primeiro single do novo EP, a artista disse que a canção representa todo seu lado feminino. Orgulhosa, ela conta que seu sucesso veio justamente quando ela colocou para fora aquilo que acreditava que precisava esconder.  

“Bonequinha consegue ser a reafirmação dessa identidade feminina, de toda beleza que tem, não é à toa que a arte drag vem mudando toda a minha vida. Tive mais oportunidades, perspectivas, amadureci meus sonhos, meus talentos. Nunca imaginei que tudo isso fosse acontecer quando eu aceitasse em mim tudo aquilo que as pessoas diziam que era errado, que tinha que sair. É um grito de irreverência, eu me sinto muito poderosa vestindo rosa, vestindo o que diziam que eu não podia quando eu era um menininho”, desabafa.

CONFIRA O NOVO CLIPE DA CANTORA: