Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Estrelas, comandado pela Angélica, invade a Serra Gaúcha

Confira os bastidores das gravações do programa, que teve vários convidados especiais

Por Ligia Andrade / Fotos: Renato Rocha Miranda /TV Globo Publicado em 23/07/2016, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Estrelas em Gramado - Fotos: Renato Rocha Miranda /TV Globo
Estrelas em Gramado - Fotos: Renato Rocha Miranda /TV Globo

Durante uma semana, Angélica se divertiu no Rio Grande do Sul, na temporada de inverno do Estrelas. Ela, equipe e convidados se hospedaram no Wish Serrano Resort & Convention. E o resultado poderá ser conferido em três programas, no ar a partir de sábado (16) na Globo.Na estreia, o público assiste a Fabíula Nascimento, que mostra seus dotes na cozinha em plena Serra Gaúcha. Nascida em Curitiba, no Paraná, a atriz é a convidada do quadro Sabores e prepara uma cuca de banana. O tradicional doce tem gostinho de infância, pois Fabíula sempre comia na casa da mãe. O papo teve como pano de fundo a vista de uma típica fazenda da região.



No mesmo programa, Angélica também conhece o processo de fabricação dos cristais ao lado da atriz Nicette Bruno e realiza a famosa rota do chocolate com o casal de atores Claudia Raia e Jarbas Homem de Mello. “Já conhecia Gramado, tinha ido ao Festival de Cinema e participado de um evento de Natal em Canela, mas nunca tinha passado dias. Fiquei impressionada com a beleza e a quantidade de coisas para se fazer. É ideal para mostrar o Sul de uma forma linda”, conta a apresentadora. Ao longo da temporada, Angélica visitou ainda um templo budista com o ator Caio Blat em Três Coroas, e levou o ator Murilo Rosa e a mulher, a modelo Fernanda Tavares, para se deliciarem com o tradicional café colonial. “Morei anos em Nova York e não estou acostumada ao frio, mas aqui está superagradável”, diz Fernanda.



Acompanhada da atriz Maria Fernanda Cândido, a loira visitou uma estação de trem, onde as duas se vestiram com looks dos anos 1920. Já com o ator Carmo Dalla Vecchia, que é de Carazinho, ela aprendeu a fazer arroz de carreteiro e chimarrão. “Na verdade, uma das grandes razões do chimarrão é aproximar as pessoas. Fica uma roda de amigos tomando”, conta ele, que, mesmo após anos morando no Rio de Janeiro, recobra logo um pouco a maneira de falar. “Começo a falar com sotaque rapidinho.”