Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Exclusivas / EITA!

Lavagem de dinheiro? Entenda as graves acusações contra Deolane Bezerra e Tirullipa

A polícia de SP está investigando um suposto crime cometido pela empresa Betzord que levou Deolane Bezerra e Tirullipa a serem investigados

Redação Contigo! Publicado em 15/07/2022, às 11h00

Deolane Bezerra e Tirullipa são investigaods - Reprodução/Instagram
Deolane Bezerra e Tirullipa são investigaods - Reprodução/Instagram

A vida de alguns famosos começou a ficar bastante conturbada nesta quinta-feira (14). Isso porque artistas como Deolane Bezerra estão envolvidos em investigações sobre um suposto crime contra a economia popular e associação criminosa, que indica lavagem de dinheiro.

A casa de Tirullipa também foi invadida e o humorista teve bens apreendidos, segundo informações do colunista Leo Dias, do Metrópoles.

No meio de toda essa confusão envolvendo as celebridades, você sabe porque essas investigações feitas pelo Ministério Público de São Paulo estão acontecendo?

Entenda o que faz a Betzord

A polícia investiga influenciadores que fizeram publicidades para a empresa Betzord, que atua no segmento de jogos e apostas esportivas on-line, mas se apresenta como uma iniciativa de “investimentos esportivos”. Mas, segundo o colunista, esse é um nome fantasia da Primontent (empresa do mesmo segmento), que tem Lucas Tylty, Matheus Gomes e Rafael Gomes como donos. Deolane Bezerra e Tirullipa, por exemplo, fazem parte da investigação porque ambos fizeram publicidade para ela, mas negaram qualquer ligação, de fato.

A ideia da empresa é ter investidores para fazer apostas esportivas e oferece uma consultoria que conta com um robô que trabalha 24 horas por dia. Para isso, ela usa influenciadores para fazer publicidade nas redes sociais e alcançar ainda mais pessoas. Alguns artistas foram bancados pela Betzord em troca de publicidade e outros até se tornaram embaixadores. Os influenciadores vendiam a ideia de faturar dinheiro com essas apostas que, na verdade, não aconteciam.

Ainda segundo Leo Dias, além dos dois já citados, nomes como Matheus Yurley, vencedor do Power Couple 5, e Ronaldinho Gaúcho, estão envolvidos em publicidade para a empresa. Confira alguns pronunciamentos:

Betzord

O dono Lucas Tylty se pronunciou sobre o caso nas redes sociais e compartilhou o comunicado oficial da empresa, que afirma comprovar a legalidade dos seus atos. “A empresa está buscando as autoridades comerciais para demonstrar que sempre atuou de forma correta e em estrito respeito às normas legais. Em respeito aos seus consumidores reitera que sempre pautou sua conduta profissional dentro dos limites legais e seu produto é registrado nos órgão competentes”, diz.

Deolane Bezerra

Após ter a casa invadida e os bens apreendidos, a equipe da viúva de MC Kevin informou que a busca se deu por conta de um suposto patrocínio da empresa Betzord, em relação a uma festa que ocorreu em meados de 2021. Festa essa aconteceu no resort Villa Galé, em Guarajuba, no município de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador (RMS), para um grande evento de pré-Carnaval.

“Na determinação judicial, a Deolane Bezerra é elencada APENAS como averiguada, em decorrência de um suposto patrocínio da empresa investigada, em relação a uma festa que ocorreu em meados de 2021, não fazendo qualquer ligação de fato criminoso à influenciadora. Cumpre esclarecer que, todos os contratantes da Deolane Bezerra passam por um rigoroso processo de avaliação de idoneidade da empresa/pessoa, bem como, sobre o crivo da legalidade do produto/serviço a ser divulgado pela influenciadora”, comunicou a equipe.

Tirullipa

O caso do humorista é diferente, já que ele fez a promoção do produto somente no mês de setembro de 2021, mas ao perceber o problema envolvendo a empresa, ele interrompeu imediatamente a divulgação, de acordo com informações divulgadas por Leo Dias.

Por meio das redes sociais, a assessoria de Tirullipa confirmou que ele não tem qualquer envolvimento com a Betzord. “Ressalta-se ainda, que todos os valores e itens apreendidos em sua casa são provenientes do seu trabalho, legalmente declarados e já estão sendo devolvidos ao artista”, completou.