Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Claudia Leitte: "Tenho profunda admiração pelas rainhas de bateria"

Em Salvador, Contigo! acompanhou a preparação de Claudia antes de encarar a folia

Por Lígia Andrade Publicado em 22/02/2016, às 09h57 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Claudia Leitte - Rogério Pallatta
Claudia Leitte - Rogério Pallatta
Com a adrenalina a mil, Claudia Leitte, 35 anos, confessa em entrevista exclusiva à CONTIGO! que quase não dormiu de domingo (7) para segunda-feira (8). Voltou para Salvador direto da Sapucaí, no Rio de Janeiro, onde reinou pela segunda vez à frente da bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel. “Cheguei umas 9h da manhã. Tomei um banho rápido. Estava tão cansada que apaguei, mas levantei disposta”, explicou ela, feliz, antes de se apresentar com o bloco Largadinho, no Circuito Barra-Ondina, às 19h, em Salvador. “Sou Mocidade até ficar velhinha – sei que não poderei ser rainha de bateria na velhice (risos). Amei tanto o desfile de ontem, me senti no meu papel e tive consciência disso. Sou parte da estrela que tem de brilhar, que é a escola de samba”, vibrou a cantora. Claudia aprendeu muito neste segundo reinado, estreitou os laços com a comunidade e sentiu na pele as dores de seu posto. “Tenho profunda admiração pelas rainhas de bateria. Estou aqui toda ferida, nos ombros, nos braços – você precisa ter uma força grande para calçar aquelas sandálias altas, dar risada e carregar o costeiro.” 



O tema deste ano do Largadinho foi Las Vegas. A cantora caprichou nos figurinos e na produção do trio. “O que acontece no Largadinho fica no Largadinho”, brinca Claudinha, alterando o lema da cidade americana. Claudia homenageou Elvis Presley (1935–1977) na primeira apresentação do bloco. “É o santo casamenteiro de Las Vegas, com uma pegada Cher (69), Britney Spears (34), que são minhas inspirações.” Para aguentar o ritmo alucinante, a cantora cuida da alimentação. No café da manhã, por exemplo, só alimentos sem glúten – e peixe foi a proteína escolhida para o almoço. “Não aguento mais, comi todos os dias (risos), a digestão é muito fácil”, pondera ela, que havia comido purê de abóbora. “Geralmente prefiro purê de raiz (batata-baroa, inhame), só que estava enjoada também.” Água de coco e suco de abacaxi com hortelã são fundamentais para a hidratação: “É legal para eliminar as toxinas”. Na ida para o trio, Claudia fez exercícios vocais. “Levo um nebulizador portátil. O soro hidrata, limpa as cordas vocais. Como canto mais de seis horas e falo muito, preciso ter um trabalho de aquecimento, porque são músculos. Trabalho para estender e, quando acaba, para adormecer. Senão fico falando com o tom lá em cima.” 
Logo após o Carnaval, a cantora vai tirar férias com a família – e o destino não foi divulgado. Porém, antes, precisa tomar uma decisão: anunciar se continua ou não à frente da bateria verde e branca. “Fui convidada pela Mocidade, recebi cadeira cativa, mas estou estudando a possibilidade. Estou muito em dúvida, porque a agenda é puxada. Não tem preço o amor que eles têm por mim, eu me emocionei tantas vezes na avenida... Os integrantes da bateria sentiam orgulho da escola e de mim, faziam questão de falar comigo”, enalteceu. Qual é a sua aposta? Que rolem os dados!