Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Bastidor: Sobre Ratos e Homens com Natallia Rodrigues

A atriz diz que está quase virando um menino, pois ela é a única do elenco com mais sete homens

Por Tainá Goulart / Fotos: Paulo Santos Publicado em 27/06/2016, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Bastidor Sobre Ratos e Homens - Fotos: Paulo Santos
Bastidor Sobre Ratos e Homens - Fotos: Paulo Santos

Quando as cortinas do Teatro Faap, em São Paulo, sobem, o cenário da peça Sobre Homens e Ratos, escrita pelo americano John Steinbeck (1902-1968), impressiona. Pedaços de madeira se transformam no rancho onde os personagens principais, George, feito pelo ator Ricardo Monastero, e Lennie, interpretado por Ando Camargo, vivem o enredo. Porém, é a presença de Natallia Rodrigues, que chama atenção, já que ela é a única mulher em cena, na pele da delicada Mae. “Fui convidada pelo Ricardo, que também é o produtor da peça, para fazer esse texto. Havia lido o livro antes, durante minha graduação de Psicologia, em 2003, e não hesitei em aceitar. É um aprendizado e um ambiente maravilhoso, mas o único problema é que estou virando um homenzinho (risos)! São sete homens para me mostrar um mundo mais prático, sem fru-frus. Quase não consigo ter TPM por aqui!”, brinca a atriz, que também está em cartaz com a peça Jogo Aberto, no Teatro Folha, na capital paulista, ao lado de Ricardo Tozzi, 40, e Tania Khalill, 38. No camarim, que divide com Ando, Natallia coloca rapidamente a peruca de sua personagem, enquanto o ator faz a maquiagem na cabeça, algo que criou para deixar a aparência de Lennie mais parecida com a de um trabalhador da fazenda. Já Ricardo brinca que, quando faz a barba, é com a navalha, do jeito que os moradores da fazenda costumam fazer. “Eu e o Ando estávamos em um bar, quando ele me falou do texto do Steinbeck. Na hora, fui até uma lan house e vi o filme ali mesmo. É uma história de amor e de sonhos linda”, conta Ricardo. A peça, que ainda conta com Gustavo Vaz, Luiz Serra, Cássio Inácio, Luciano Schwab e Tom Nunes fica em cartaz até o fim de julho, mas pode ser prorrogada se encontrarem patrocínio – neste mês, os próprios atores bancaram a produção.