Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Exclusivas / FORÇAS!

Após lançar documentário, Lexa avalia dificuldade em expor crises de ansiedade: “Difícil dividir fraquezas”

Em uma conversa com a CONTIGO!, a funkeira celebrou o sucesso de sua série documental, 'Mostra Esse Poder'

Matheus Aguiar Publicado em 14/07/2021, às 12h07

Após lançar documentário, Lexa avalia dificuldade em expor crises de ansiedade: “Difícil dividir fraquezas” - Reprodução/Instagram
Após lançar documentário, Lexa avalia dificuldade em expor crises de ansiedade: “Difícil dividir fraquezas” - Reprodução/Instagram

O Mostra Esse Poder chegou ao Globoplay há pouco mais de duas semanas, mas já é um dos grandes orgulhos da carreira de Lexa. A série documental mostrou novas facetas da vida da funkeira, traçando todo o caminho que percorreu até chegar ao sucesso que faz hoje no cenário musical brasileiro.

Como toda produção biográfica, o documentário exaltou as partes boas de sua vida, mas também não escondeu os perrengues e os momentos ruins. Em uma conversa com a CONTIGO!, a funkeira relatou a dificuldade em lidar com algumas coisas que foram expostas – principalmente o seu transtorno de ansiedade.

Foi difícil dividir minhas fraquezas. No documentário, até mostra um pouco do meu transtorno de ansiedade e eu convivo com isso diariamente. Não é fácil dividir com o público alguns momentos bem complicados assim. Falar sobre dores é bem difícil, mas é um dos remédios para curar, né?, afirmou.

Apesar disso, só há motivos para celebrar. A série está entre os mais assistidos da plataforma de streaming da TV Globo e, inclusive, já trouxe frutos inesperados, diga-se de passagem: “Tenho tido um feedback de pessoas que não acompanham tanto a minha carreira artística, mas assistiram ao documentário e falaram: ‘Virei fã’. Isso é maravilhoso. Eu sempre sou otimista, eu acreditava no sucesso do documentário, mas está superando todas as minhas expectativas”.

Esse sucesso, ela diz, também tem relação com o espaço que o funk – e as mulheres - tem ganhado no Brasil. Sem citar uma fonte de inspiração em específico, a musa ressaltou seu respeito pelas “tantas mulheres responsáveis” pelo seu amor à música, de variados gêneros musicais e não só do ritmo carioca.

Acho que o Brasil evoluiu tanto em relação ao funk. Se hoje sou quem sou, é justamente por tantas que vieram antes de mim, até em diferentes gêneros. E não só estilo musical, mas como o empoderamento, representatividade.

Por fim, Lexa acredita que sua história de vida pode inspirar muitos fãs e admiradores ao redor do país. “Nunca desistam de seus sonhos. Mesmo quando você o realiza, você vai cair algumas vezes, mas tem que ser forte para levantar”, finalizou.