Anna Lima, a Paula de Sol Nascente, fala de sua rotina para manter a boa forma

Ela nunca passou dos 50 quilos! A atriz ainda fala sobre a carreira, a amizade com Grazi Massafera e seu lado mãe

Por Ligia Andrade | Fotos Raquel Cunha Publicado quinta 2 março, 2017

Ela nunca passou dos 50 quilos! A atriz ainda fala sobre a carreira, a amizade com Grazi Massafera e seu lado mãe
Anna Lima - Raquel Cunha/TV Globo
Se tiver um chocolate nas mãos, Anna Lima consegue morder um pedaço após o almoço e deixar para comer a outra metade depois do jantar. “Pareço um ratinho”, diverte-se a atriz de 43 anos, que mantém seus 50 quilos há mais de 20 anos. Disciplinada e com a alimentação balanceada à base de proteína, legumes e verduras, ela prefere deixar o carboidrato para quando bater a vontade de tomar vinho tinto. Completando 10 anos de carreira, Anna festeja a oportunidade de viver a periguete Paula em Sol Nascente (Globo) e prepara-se para dar adeus à personagem, que caiu no gosto das mulheres pelo seu jeito despachado. “Gosto de estar sempre em movimento. Se o convite não vem, crio, como fiz com o Mais Saúde”, diz ela, referindo-se à sua linha de refeições ultracongeladas, em expansão. 
Mãe de Tom, 14, e Davi, 11, de seu casamento de 10 anos com o cantor Gabriel, o Pensador, 43, Anna é mãe babona e coruja com suas crias. “Eles são inteligentes e gentis, seguram sacola do supermercado para mim, não me deixam carregar”, derrete-se ela, namorando há mais de um ano o endocrinologista Leonardo Motta, 36. Brincalhona, gosta de tirar sarro nas redes sociais com a diferença de altura dos dois – ela tem 1,64 metro e, ele, cerca de 2 m. “Senso de humor é fundamental na vida e admiração mútua também. Adoro estar apaixonada no sentido maduro da palavra. Gostar de cuidar e de ser cuidada, de ter essa companhia agradável ao lado, descomplicada... Tudo fica mais gostoso, né?”


Anna Lima confessa que vai sentir saudade de sua personagem na novela das 6

XÔ, MAU HUMOR! “Nunca gostei de ficar parada. Adoro começar meu dia fazendo atividade física, fico bem, durante horas. É difícil alguém me ver de mau humor. Mantenho os 50 quilos há anos, porque sou equilibrada com alimentação.”

AH, A TPM... “Sou mineira, gosto de comida temperadinha. Minha alimentação é com baixo carboidrato. Tenho mais vontade de comer chocolate no período pré-menstrual e não resisto.”

CUIDADOS INDISPENSÁVEIS “Passo filtro solar até quando o dia está nublado e bebo muita água. Faço drenagem linfática há mais de 15 anos. Uso água termal, creme embaixo dos olhos, laser para manchas porque tenho melasma. Para mim, não é sacrificante.”
vida leve “Admirar para crescer junto é bom. E Leo é sério na profissão, mas, na vida, tem humor, é inteligente. Ficamos em casa, batendo papo, tomando vinho e achando divertida a nossa programação, porque temos assunto, humor, respeito – e isso é gostoso. Fica leve!”


A atriz e o namorado, Leo Motta

DIVERSÃO GARANTIDA “Como está sendo gostoso dar vida à Paula! Você ver que sua personagem tem identidade forte e empatia com o público é demais. Paula não tem filtro, isso ajuda na relação com as mulheres. Se não são parecidas, gostariam de agir como ela.”

LADO EMPRESÁRIA “A empresa continua crescendo, é um filho que crio com muita dedicação. Entramos em 30 lojas de uma rede de supermercado, já atendemos grandes empresas, estamos fechando com spas, hotelarias e já estamos com uma fabricação bem larga! Agora começando em São Paulo e, em breve, em outros estados.”

DOIS MENINOS EM CASA “Somos bem agarrados. Eles são humanos, com noção da vida, do próximo, parceiros. Adoramos trocar ideias, dividir. Valorizamos nossos momentos juntos. Davi tem o meu humor, Tom é mais tímido. Sou babona.”

ORGULHOSA DA AMIGA “Quando alguém fala: ‘Nossa, não sabia que a Grazi era tão boa!’ eu falo: ‘Eu já! (risos)’. Sempre a achei com potencial absurdo. Mérito todo dela! Vibro com cada conquista da Grazi como se fosse um pouco minha. Claro que amaríamos trabalhar juntas de novo. Estamos em estúdios diferentes (eu no A, ela no D), mas nos encontramos para esperar a gravação juntas.”


Com a amiga Grazi Massafera, que conheceu em Desejo Proibido

DESVIOS DE ROTA “Comecei com teatro, aos 17 anos. Fui para música para tapar o buraco da minha irmã, que é cantora. Ela passou a cantar na Blitz, e a Fernanda Abreu ficou sem vocalista. Cantei cinco meses com ela e aí conheci o Gabriel (O Pensador). Ele me chamou para trabalhar com ele e fiquei oito anos, mas sabia que não queria seguir a carreira de cantora, não estava em mim. Fiz curso, comecei a distribuir o meu material, até que veio o teste para Desejo Proibido (Globo, 2007). Disputei com 15 atrizes e passei. Estou, de fato, fazendo o que mais amo na vida, me realizando.” 


Natural de Minas Gerais, Anna trabalhou como cantora no início da carreira

Último acesso: 28 Nov 2020 - 01:25:03 (1025754).