Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Exclusivas / Qual você escolheria?

5 novelas que a Globo poderia exibir no lugar de ‘Pega Pega’ para substituir 'Salve-se Quem Puder'

Apesar de já ter decido a trama que deve entrar no horário das sete, confira quais outras escolhas a emissora poderia ter feito

Gabriela Cunha Publicado em 08/07/2021, às 15h39

Apesar de já ter decido a trama que deve entrar no horário das sete, confira quais outras escolhas a emissora poderia ter feito - Reprodução/TV Globo
Apesar de já ter decido a trama que deve entrar no horário das sete, confira quais outras escolhas a emissora poderia ter feito - Reprodução/TV Globo

Salve-se Quem Puder está em sua reta final e a Globo já decidiu que uma edição especial da novela Pega Pega será sua substituta. A partir do dia 19 de julho, a história estrelada por Camila Queiroz e Mateus Solano entrará no ar apesar de a escolha não ter agradando muita gente.

Devido ao agravamento da pandemia da covid-19, a Globo vem suspendendo as gravações de seus projetos inéditos e rodando aos poucos os novos trabalhos. No início da pandemia a emissora selecionou Totalmente Demais e Haja Coração para substituir a trama protagonizada por Juliana Paiva,Deborah Secco e Vitória Strada.

Seguindo um padrão de folhetins que tiveram uma audiência considerável em sua exibição original e que nunca foram reprisadas, separamos uma lista de tramas que poderiam ser uma opção para entrar na programação da emissora no horário das sete.

Aquele Beijo

A trama escrita por Miguel Falabella e exibida entre 2011 e 2012 foi estrelada por Giovanna Antonelli e Ricardo Pereira. A novela não foi um grande sucesso, mas trouxe romances, humor e ironia.

Com personagens secundários mais empolgantes que os protagonistas - núcleo de Mãe Iara (Cláudia Jimenez), personagem que finge ser médium e ganha seu sustendo, foi um dos que garantiu boas risadas - e rendeu uma média de audiência, arrendondada, de 25 pontos. Para o momento atual, a trama seria algo satisfatório e ideal para o público que vem buscando se distrair.

Amor Eterno Amor

Exibida em 2012, é impossível falar de Amor Eterno Amor e não lembrar das lindas imagens das rodas de carimbó, dança do nordeste do Pará. Com um clichê bem conhecido nas telinhas - 'o amor que supera a vida' - os protagonistas Rodrigo e Míriam (Gabriel Braga Nunes e Letícia Persiles) conseguiram agradar o público e levar uma boa história do começo ao fim da trama, cravando uma média de audiência de 23 pontos.

Com um elenco estrelado por Cássia Kis Magro, Osmar Prado, Carmo Dalla Vecchia, Erom Cordeiro, Andréia Horta e tantos outros talentos, o folhetim de Elizabeth Jhin trouxe um ar de leveza - apesar de seu excesso no sobrenatural - e interpretações excelentes.

I Love Paraisópolis

Uma das mais comentadas na web para ser reprisada, a trama de Alcides Nogueira e Mário Teixeira construíram um projeto ideal para o momento: leve e bem-humorada. O romance em volta do quarteto principal: Marizete (Bruna Marquezine), Grego (Caio Castro), Benjamin (Maurício Destri) e Margot (Maria Casadevall), marcou a trama sem tirar a atenção dos personagens coadjuvantes.

Apesar de o preconceito de classes, racismo, intolerância religiosa serem o foco do folhetim, o humor cativou os telespectadores de maneira para lá de satisfatória para o horário de sua exibição original em 2015. A novela atingiu quase 24 pontos de audiência no Ibope da Grande São Paulo. 

Morde & Assopra

Escrita por Walcyr Carrasco, a novela de 2011 teve uma das melhores médias de audiência desta lista, alcançando 30 pontos. Com um traço típico das novelas das sete, o autor apostou em uma história repleta de humor, e um tanto lúdica, que acabou cativando o público que, até hoje, é uma das tramas inesquecíveis dos amantes de novelas.

Com uma temática sobre robôs e dinossauros, os protagonistas - Ícaro (Mateus Solano), Naomi (Flávia Alessandra), Júlia (Adriana Esteves) e Abner (Marcos Pasquim) - foram deixando de agradar e deram espaço para os coadjuvantes, como Guilherme (Klebber Toledo), Alice (Marina Ruy Barbosa) e Dulce (Cássia Kiss Magro), por exemplo, mas que fizeram o autor conseguiu segurar emplacar mais um sucesso.

Sangue Bom

Leve e engraçada é o ponto forte da trama de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, exibida nas telinhas em 2013. Sem muitas inovações, a trama seria agradável e atraente para entrar na programação no horário das sete da Globo, já que atingiu quase 25 pontos de audiência em sua exibição.

Com uma crítica para o mundo da moda, mídia e celebridades, a novela conseguiu abordar todos os seus principais pontos propostos e ainda cativou o público com seu elenco jovem e talentoso. Os atores Sophie Charlotte e Humberto Carrão, Amora e Fabinho respectivamente, foram dois dos maiores destaques da novela.