Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Coronavírus / Tristeza

Cantora gospel Marcela Taís revela morte da mãe por Covid-19 com apenas 54 anos: "Me sinto perdida"

Sidneia Munhoz ficou hospitalizada por duas semanas e encarou verdadeiro martírio antes de partir; veja

Redação CONTIGO! Publicado em 01/06/2021, às 16h55

Marcela Tais revela morte da mãe por Covid-19 - Reprodução/Instagram
Marcela Tais revela morte da mãe por Covid-19 - Reprodução/Instagram

Marcela Taís revelou nesta terça-feira (01) que perdeu a mãe para a Covid-19.

A cantora gospel publicou nas redes sociais uma despedida para Sidneia Munhoz, que foi mais uma vítima do coronavírus após duas semanas hospitalizada.

Com uma série de fotos, a artista homenageou: "Mãe, desta vez não terei palavras, até porque quem me ensinou a poetizar foi você e parece que uma parte de mim se foi. Inclusive, você quem me alfabetizou devido minha ansiedade na infância para conseguir escrever sem esperar a idade de ir pra escola".

Ela prossegue: "Desde a infância foi você quem me preparou para ser quem sou e no momento me sinto perdida. A pessoa que mais eu amava no mundo partiu e eu não sei como processar ainda. Você é minha melhor amiga, minha confidente, minha intercessora, minha base, nem sei como será minha vida daqui pra frente sem você, não vou mentir".

"Ao menos sei que você está com quem tanto amou, foi seu amor por Jesus que me fez amar Jesus. Eu preciso de um tempo agora... Muito obrigada todos pelo carinho que sempre tiveram com ela e por todas as orações até aqui", finalizou Marcela.

Ambos os pais dela foram internados ao mesmo tempo, mas o estado de saúde do pai evoluiu de maneira mais positiva, enquanto Sidneia encarou sintomas gravíssimos da doença e passou por diálises. Ela tinha apenas 54 anos de idade. Confira:

PERDAS

O ator Paulo Betti compartilhou uma triste notícia nesta terça-feira (1) e recebeu o carinho dos internautas.

É que o global anunciou a morte de seu cunhado, Mingo, aos 88 anos. Ele entrou para a lista de vítimas da Covid-19, que já ultrapassa a marca de 463 mil mortos.