Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Cinema / REVELOU TUDO

Claudia Raia revela bastidores de cena ousada que gravou com cavalo: "É difícil de assistir"

No início da carreira, atriz quebrou tabus em cenas para o filme 'Matou a Família e foi ao Cinema'

Redação Contigo! Publicado em 16/07/2020, às 09h03 - Atualizado às 13h20

Claudia Raia relembra cena ousada com cavalo - Reprodução
Claudia Raia relembra cena ousada com cavalo - Reprodução

Entrevistada em uma live no Canal Brasil, a atriz Claudia Raia relembrou os bastidores das gravações do longa Matou a Família e Foi ao Cinema, um refilmagem lançada na virada para os anos 90.

Em um dos primeiros papeis de sua carreira, o longa colocou a atriz em pelo menos duas cenas bem ousadas.

Na primeira, ela precisou contracenar com um cavalo. A cena é sempre lembrada pelos amantes do cinema brasileiro.

"Tinha uma cena minha nua, só com um corpete, que gravamos numa madrugada fria em Teresópolis. Minha personagem tinha quase uma transa com um cavalo, que na verdade era um sonho dela. Em um certo momento, o cavalo deu uma pirada e precisou ser retirado de cena para dar uma espairecida", brinca ela.

A atriz contou que a ajuda da amiga e colega de elenco Louise Cardoso foi fundamental.

"Ainda bem que eu tinha a Louise Cardoso como meu par romântico para dar um apoio. O resultado é interessante, as pessoas adoram, mas confesso que é difícil de assistir. Foi difícil de fazer também, é muito forte",declarou ela.

Em outra cena ousada, ela precisou entrar em uma banheira com uma galinha. Os bastidores das gravações, comandadas pelo diretor Neville de Almeida, estavam um caos.

"Era uma cena em que eu entrava com a Louise e uma galinha viva numa banheira para declamar as poesias eróticas de James Joyce. A gente não sabia muito bem o que fazer ali, a galinha quase virando canja e o diretor tinha sumido. Neville correu do set para fazer um tratamento de canal no dentista. Isso é a cara do que era fazer cinema ali no fim dos anos 80", revelou ela nua e crua.