Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
BBB / BBB21

Ex-BBB Lumena posa com namorada e desabafa sobre Dia Internacional Contra LGBTfobia: "Cansada de lutar contra isso"

A psicóloga utilizou as redes sociais para abrir o coração e ainda falou sobre seus posicionamentos no BBB; confira

Redação Contigo! Publicado em 17/05/2021, às 14h40

Ex-BBB Lumena posa com namorada e desabafa sobre Dia Internacional Contra LGBTfobia: "Cansada de lutar contra isso"
Ex-BBB Lumena posa com namorada e desabafa sobre Dia Internacional Contra LGBTfobia: "Cansada de lutar contra isso" - Reprodução/Instagram

No dia 17 de maio se comemora o Dia Internacional Contra a LGBTfobia.

Por isso, nesta segunda-feira, diversos artistas estão se posicionando a respeito desta data especial, e a ex-BBB Lumena Aleluia não ficou fora dessa. Utilizando suas redes sociais para dialogar sobre o assunto, a psicóloga ainda aproveitou para publicar um clique para lá de romântico ao lado da namorada, Fernanda Maia

"A gente está tão cansada de lutar contra isso ou contra aquilo sabe...", inciou. "Toda data que convoca um posicionamento identitário me dá um nó na garganta, pois na real, na real, hoje eu só queria fazer um belo jantar para Fernanda Maia, ouvir ela tocar violão, cantar uma das tantas músicas que ela faz pra me dar meus biscoitos musicais! Sobre minhas aventuras ritualísticas recentes que se tornaram públicas...".

"Quando entrei no BBB, no fundo, no fundo eu só queria me livrar do peso das tantas bandeiras que minha subjetividade aciona... Entender a responsabilidade tem me ajudado a equilibrar um pouco a balança. Pois não quero mais viver em prol de lutas que causam dor e memórias de resistência, mas hoje entendo que não posso ligar o botão do foda-se completamente! Afinal, o BO é sempre coletivo quando se trata de opressões.".

"17 de maio, que nosso arco íris seja repleto de boas histórias de libertações internas e coletivas.".

O ex-BBB Gil do Vigor também foi um dos confinados do BBB21 que utilizou as redes sociais para falar sobre o Dia Internacional Contra Homofobia. No Twitter, o economista ressaltou, até mesmo, que o Brasil é o país que mais comete delitos contra a comunidade LGBTQIA+.