Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
BBB / BBB22

BBB22: Pé no chão, Natália Deodato assume marcas do vitiligo com orgulho

A nova confirmada para o grupo Pipoca do Big Brother Brasil 22 teve que lidar com uma infância difícil, mas atualmente é só alegria; confira

Redação CONTIGO! Publicado em 14/01/2022, às 18h02

A nova confirmada para o grupo Pipoca do Big Brother Brasil 22 teve que lidar com uma infância difícil, mas atualmente é só alegria; confira - Reprodução/TV Globo
A nova confirmada para o grupo Pipoca do Big Brother Brasil 22 teve que lidar com uma infância difícil, mas atualmente é só alegria; confira - Reprodução/TV Globo

Modelo e design de unhas, Natália Deodato tem 22 anos e é a décima participante do Big Brother Brasil 22 a ser anunciada, nesta sexta-feira (14). No grupo Pipoca, a mineira declara que o vitiligo é sua tatuagem.

Natural de Sabará, em Minas Gerais, Natália conta que desde pequena corre atrás do que deseja, e a vaga no grupo Pipoca do BBB22 é a sua mais recente conquista. “É preciso ter estratégia para a vida. Ela não é um conto de fadas e você tem que batalhar muito pelo que quer”, afirma.

Com o samba e funk no coração, a mineira diz que sempre se posiciona quando necessário. Ela ainda disse que se inscrevia no BBB desde os 18 anos, e que agora irá "lutar até o fim com todas as minhas forças para ganhar esse prêmio".

Para a emissora, a nova participante ainda afirmou que tem crush no rapper Xamã e já mandou mensagens para ele nas redes sociais, mas não teve resposta: “Meu sonho era dar uns beijos nele”. 

Pé no chão, Natália teve que lidar com as dificuldades da família. Ela conta que nasceu quando a mãe tinha apenas 15 anos e foi criada pelos bisavós por um tempo: “Minha mãe tinha 15 anos quando nasci, era uma menina. Fiquei com meus bisavós a partir dos 4 anos, porque ela precisava trabalhar. Depois, com 9, voltei a morar com minha mãe e meu padrasto”, lembra.

Natália teve que lidar com o vitiligo, doença autoimune, desde muito nova:  “Isso me acarretou alguns traumas, porque tudo que é novo é difícil de lidar”, disse. Depois de três anos de um tratamento doloroso, decidiu parar e assumir as marcas.

Atualmente, ela garante que ama seu corpo: “O que mais gosto no meu corpo é o meu vitiligo! Quando falam que sou manchada, agradeço. Não tenho problema nenhum e sinto prazer em falar sobre ele, porque, infelizmente, o que falta nas pessoas é informação.”

PASSOU PERRENGUE

Anunciado nesta sexta-feira (14) como participante do grupo Pipoca do Big Brother Brasil 22, o bailarino Luciano Estevanpassou por momentos de dificuldades antes de entrar na casa mais vigiada o país e precisou até mesmo pedir ajuda de seus seguidores.