Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
BBB / BBB22

BBB22: Lucas especula colocar brother no paredão e justifica: “Quer ser indicado”

Agora Líder, Lucas especula colocar brother no paredão e conversa com Eslovênia sobre suas opções

Redação CONTIGO! Publicado em 12/03/2022, às 08h25

Confira quem é o brother que Lucas pensa em emparedar - Reprodução / Globo
Confira quem é o brother que Lucas pensa em emparedar - Reprodução / Globo

Após quase 24 horas de prova de resistência, Lucas acabou se consagrando líder por um sorteio que ocorreu durante o programa ao vivo na sexta-feira (11). E, mesmo tendo ficado todo esse tempo acordado, o brother não aproveitou muito os minutos de descanso que teve.

Já no quarto do líder, ele começou a articular suas jogadas com Eslovênia e citou nomes para uma provável indicação.

"Eu não vou em Pedro também, mas posso falar uma coisa do fundo do meu coração? Acho que o Pedro quer ser indicado", alerta Lucas. "Você já falou sobre isso", destaca Eslovênia. "Ele quer ir ao Paredão", continua o aluno de medicina. "Não é que ele quer...", discorda a modelo. "Ele quer ver qual é [com o público]", ressalta o brother

Eslovênia, então, aproveita para contar sobre o que já conversou com Scooby. "No Almoço do Líder, ele falou comigo e com Jessi. Não é que ele quer, mas é importante ir. Falei: 'concordo. Acho importante tudo mundo aqui ir ao Paredão' porque dá a oportunidade do público jogar com a gente'. Aqui dentro, a gente tem muita ideia de quem é forte e fraca e jogar com o público é importante para a gente ter essa noção".

A conversa continua e Lucas, então, cogita colocar Paulo Andréno Paredão, mas sente medo de uma possível reação caso ele não saia.

Ele ficaria bravo. Olhando de fora porque amo Pedro, porque entre Pedro e PA, sou Pedro mil vezes. Mas olhando como jogadora agora... Ele já foi no Paredão, o PA, e ele possivelmente, diferente de Pedro, voltaria marcando você... Pedro, não. Se você argumentar que ele não foi ao Paredão, ele acha isso lógico e ele não voltaria com sangue nos olhos. Você poderia ser opção de votos, mas não a primeira", destaca Eslovênia.