Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
BBB / BBB22

BBB22: Eliezer gasta valor absurdo em uma noite na Grécia: “Cachaça no ápice”

Eliezer contou que gastou um valor absurdo na Grécia durante uma noite com 22 mulheres

Redação CONTIGO! Publicado em 03/03/2022, às 21h58

Confira a história de Eliezer - Reprodução / Globo
Confira a história de Eliezer - Reprodução / Globo

Antes de entrar no Big Brother Brasil, Eliezer já havia deixado claro que tinha viajado o mundo e, consequentemente, tinha dinheiro para isso. Mas em conversa recente com os colegas de confinamento, ele detalhou mais uma de suas experiências na Grécia.

Segundo Eli, tudo começou no camarote de uma balada: "Quando eu vi, tinha 22 mulheres na mesa com a gente. Eram só cinco caras. Só que até aquele momento, eu tava achando que eram meus amigos passando na pista e chamando as 'minas'", lembrou ele. 

Mas o que ele não esperava é que a conta seria de R$ 50 mil! Isso porque ele e os amigos haviam recebido o “serviço VIP”, em que os garçons enchem o copo mesmo sem o cliente pedir. 

Aí, mano, veio a conta. [Eu falei]: 'Vamos fazer o seguinte então, vamos pegar o cartão de todo mundo. O máximo que passar em cada cartão, a gente passa. Depois, quando chegar no Brasil, a gente vê.' No meu cartão, passaram R$ 12 mil. [...] O que a gente deveria ter feito depois desse rombo? Ir embora pra casa, né? Mas a cachaça tava no ápice. 'Não, vamos pra próxima'”, continuou contando o brother.

Depois dessa experiência, ele e os amigos ainda foram para outra balada e, mais tarde, passaram em um restaurante. "Saímos da balada pro primeiro restaurante que a gente encontrou, os três casais. Deve ser o mais caro de Mykonos, porque um macarrão alho e óleo lá, convertendo, era R$ 300".

A noite ainda se estendeu muito e o brother gastou bem mais do que deveria com a conta do restaurante e do táxi.

Por fim, ele conta que dividia sua conta bancária com o pai, que se assustou com o tanto que foi gasto: “Quando passou o cartão lá no valor, ele recebeu a notificação. Mas o que ele achou? Achou que era fraude. [...] No outro dia, [ele liga]: 'Eliezer, vou cancelar seu cartão porque teve [um gasto de] R$ 12 mil. Aí eu falei: 'Pai, fui eu mesmo'. Ele: 'Você tá louco! R$ 12 mil numa balada?!'”.