Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
BBB / BBB21

BBB21: Emocionante! Gilberto chora ao falar que brothers o ensinaram a ter coragem: “Não preciso ter vergonha de quem sou”

Em momento comovente, o doutorando de economia faz discurso sobre seus aprendizados durante passagem no programa

Redação Contigo! Publicado em 27/04/2021, às 08h27

BBB21: Emocionante! Gilberto chora ao falar que brothers o ensinaram a ter coragem: “Não preciso ter vergonha de quem sou” - Reprodução/TV Globo
BBB21: Emocionante! Gilberto chora ao falar que brothers o ensinaram a ter coragem: “Não preciso ter vergonha de quem sou” - Reprodução/TV Globo

Após programa ao vivo da última segunda-feira (26) no Big Brother Brasil 21, Gilberto aproveitou o clima amigável que o Jogo da Discórdia proporcionou e pediu a palavra para fazer discurso emocionante na reta final do reality.

"Eu quero dizer para vocês muito obrigado, por tudo, de verdade. Para mim, foi um sonho estar aqui, passar pelo o que eu passei. Todo mundo sabe aqui. Vocês me ensinaram muito e quando eu falo que se eu saísse, eu sairia feliz é porque eu consegui realizar meu sonho de verdade. Vocês me acolheram, algo que vocês me ajudaram muito era ter coragem de ser quem eu sou”, começou ele.

O doutorando de economia não deixou de falar sobre seus receios ao entrar no programa, mas a postura dos confinados o ajudou a superar.

Tive muito medo por conta da religião, por conta de tudo. Mas eu vi vocês tendo coragem, de descer a raba no chão e diziam para eu descer também... então eu dizia que desceria também porque não preciso ter vergonha de quem eu sou”, contou.

Ele finalizou agradecendo. “Então todos vocês, com acertos, com erros, me ensinaram a ter coragem e eu vou ter coragem quando sair daqui de ser quem eu sou. Eu sou muito grato a vocês, por tudo”, disse.

Juliette também compartilhou um discurso comovente, não segurou as lágrimas e se emocionou muito na noite da última segunda-feira (26). 

"Eu não tenho palavras, de verdade. O meu maior medo, quando eu entrei aqui, era encontrar os meus monstros, era que as minhas cicatrizes falassem e eu tinha muito medo porque eu sei que, quando a nossa dor fala, ela machuca. Eu sou muito machucada, e eu sei que vocês também têm as de vocês. E eu encontrei, sim, vocês viram o que aconteceu comigo nos primeiros dias. Eu olhava para aquele relógio e achava que não ia conseguir", disse.

Mas, não parou por aí.