Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
BBB / BBB 21

Abalado, Lázaro Ramos desabafa após Lucas Penteado desistir do BBB21: "Onde está o amor?"

Em publicação nas redes sociais ele emocionou os fãs ao reagir à saída do ator do BBB21

Redação Contigo! Publicado em 07/02/2021, às 10h35

Abalado, Lázaro Ramos desabafa após Lucas Penteado desistir do BBB21 - Reprodução/Instagram
Abalado, Lázaro Ramos desabafa após Lucas Penteado desistir do BBB21 - Reprodução/Instagram

O ator Lázaro Ramos emocionou as redes sociais ao reagir à desistência de Lucas Penteado no BBB21.

Em uma publicação nas redes sociais, ele disse que ainda está "sem palavras" com mais uma onda de acontecimentos recentes na casa. Nas palavras do ator, é preciso militância com acolhimento. Também é necessário reconhecer as vivências.

"Escolher não ser violento, escolher olhar para os outros, mas fundamentalmente olhar pra si, escolher não ser babaca e nem alimentar a fera de quem está a espectar e também escolher o que aplaudir ou assistir e Também escolher não linchar. É duro até dizer essa frase porque ela devia ser óbvia. Mas... É uma escolha de vida e deve ser radical, pois o jogo seguirá queiramos ou não na ficção e na vida real", declarou ele.

A SAÍDA DE LUCAS

O ator entrou no confessionário do Big Brother Brasil 21 no início da manhã deste domingo (7) e desistiu do BBB21. "Agora vocês são 18 participantes e estão com condições iguais no programa. Lembrem-se de quem vocês são", disse o Big Boss ao anunciar para a casa.

Em um determinado momento, ele chegou a gritar dentro do confessionário, som que foi ouvido pelo público que acompanhava pelo Globoplay. O rapaz estava muito abalado desde que trocou beijos com Gilberto durante a festa. Ele foi acusado por alguns participantes de ter armado a situação para se fortalecer no jogo. 

Mais cedo, ele inclusive procurou o economista. "Você vai ver que não é brincadeira. Tudo que eu faço agora é um erro. Se eu for eu, é um erro", disse.

Veja na íntegra o desabafo:

Como diz um amigo meu: é eita atrás de eita.

Tinha me prometido não narrar cada passo do circo.

Mas...

E na verdade não consegui nem organizar meus pensamentos.

Só me vem um monte de frase solta.

O menino preto que como outros que desistem da escola por desencaixe, assim fez o Koka.

Militância de orelhada é diferente da militância de vivência. Essa entende o que precisa para garantir a sobrevivência.

E mais uma vez a pergunta onde está o amor? Chega e provoca dor.

E o circo continua a girar.

E a gente sem saber onde isso vai chegar.

Chamo pelos que me falaram como segui, minha avó Elenita, meus amigos do Garcia e tantos e tantas que sempre disseram que podemos escolher.

Escolher não ser violento, escolher olhar para os outros, mas fundamentalmente olhar pra si, escolher não ser babaca e nem alimentar a fera de quem está a espectar e também escolher o que aplaudir ou assistir e Também escolher não linchar. É duro até dizer essa frase porque ela devia ser óbvia. Mas... É uma escolha de vida e deve ser radical, pois o jogo seguirá queiramos ou não na ficção e na vida real.

Desculpem recorrer aos versos dessa poesia torta.

O concreto seria um desserviço nesse momento e não ia me contemplar.

Volto aqui como sempre pra falar que o que é ruim a gente pode mudar.

Será que tem lição pra tirar?

Como disse tem gatilhos nisso tudo.

Este texto é o que foi possível pra mim

E como vocês sabem, mesmo sem divulgar, sigo aqui tentando fazer a minha parte, sempre tendo como base o afeto.

Que seja um domingo.

E não esqueçam de cuidar também do Brasil e das suas famílias.