Protagonista em Carinha de Anjo, Carlo Porto revela vontade de ser pai: "Quero viver isso agora"

O ator recebeu o desafio de encarar seu primeiro protagonista na trama do SBT e se encantou com o universo infantil. Solteiro, ele diz que precisa correr contra o tempo para encontrar alguém e realizar seu sonho de formar família

Por Mariana Silva | Fotos Rogério Pallatta

Carlo Porto | <i>Crédito: Rogério Pallatta
Carlo Porto | Crédito: Rogério Pallatta
"Por favor, não me chame de celebridade!”, é com esse pedido que Carlo Porto, 35 anos, começa o bate-papo com a CONTIGO!. Atualmente, ele encara seu primeiro protagonista em Carinha de Anjo, do SBT, mas sua trajetória na TV começou bem antes, em 2008, durante uma participação especial na série Casos e Acasos (Globo). 
De lá para cá, Carlo, que também já trabalhou como modelo, buscou se especializar na carreira artística e iniciou os estudos na Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo (USP). Lá, inclusive, ele foi descoberto e escalado no elenco de Alto Astral (Globo, 2014), seu último trabalho na emissora.
Apesar da bagagem profissional, ser rotulado como uma estrela, no entanto, nunca o agradou. “Não consigo e nunca consegui me ver dessa forma. Acho esquisitíssimo dizerem que sou famoso. Me sinto até meio constrangido. O que é ser uma celebridade, afinal? Penso assim porque aprendi muito com pessoas que têm o pé no chão. Hoje, eu estudo minhas cenas, faço meu trabalho e volto para casa. Claro, esse trabalho tem particularidades especiais, sim, mas é a forma de me sustentar, como qualquer outra profissão”, diz.


Apesar de estar no meio artístico, Carlo não se considera uma celebridade


Para aprender a encarar o reconhecimento do público e aceitar a pressão da mídia, Carlo confessa que recorreu à terapia. “Já tinha feito há alguns anos, sempre soube que era algo bom porque você começa a ver tudo com outra perspectiva. Antes de iniciar este papel, senti que precisava retomar. A gente escuta falarem que depois de um tempo a fama sobe à cabeça e eu tinha medo disso. Hoje conto com alguém para me ajudar e é ótimo, porque tenho com quem ter uma troca e aprendo a segurar, manter os pés no chão. Isso é bom para mim. Gosto muito de terapia, acho que é uma preocupação que todos deveriam ter”, valoriza.


Em Carinha de Anjo, Carlo Porto vive Gustavo Lários (Foto: Reprodução/Instagram)

Quatro meses após a estreia da trama infantil, Carlo reconhece o sucesso do personagem. “Antes de começar essa novela, algumas pessoas me perguntavam se eu estava preparado para ser protagonista. Eu nem imaginava o que seria isso. Você aparece na televisão e sua vida passa a ser uma referência. É muito carinho, uma forma de ser tratado que eu nunca tinha visto. É algo forte e sincero”, afirma. O ator ainda enaltece a parceria com a atriz mexicana Lucero, 47. “Ela é uma querida, uma pessoa incrível, alguém que vou levar para vida toda. É engraçado pensar na relação que construímos. Temos uma afinidade de meses, mas que parecem anos”, garante.

PRESSA PARA SER PAI
A missão de trabalhar com crianças fez aflorar em Carlo o sentimento de paternidade. Ele, que estava acostumado a viver galãs disputados, hoje, sente-se cada vez mais à vontade para interpretar o empresário Gustavo Lários, pai de Dulce Maria, vivida pela atriz Lorena Queiroz, 6. “Ela é a coisa mais fofa que já vi. Tenho sobrinhos, filhos de amigos... Mas fico me imaginando como pai. Cheguei aos 35 anos e tenho muita vontade de construir família. Se Deus quiser, será em breve. Mas estou solteiro, preciso correr para que apareça alguém logo!”, faz piada.
Apesar de parecer, a idade não é um problema para Carlo e ele garante que está bem longe das crises. “Conheço outros homens que tiveram filhos quando eram mais velhos, porém, quero viver isso agora. Quando eu chegar aos 45, por exemplo, terei alguém maior que brinque comigo (risos). Mas, tudo bem, a gente tem que aceitar as coisas no momento que elas vêm. E, quando vier, será incrível.”



Solteiro há mais de um ano, ele confessa que sente falta de uma companhia e revela estar disposto para viver um novo relacionamento. “Não estou com ninguém. Gostaria e, inclusive, sinto falta, mas ultimamente estou tão focado no trabalho que tem me faltado tempo. Preciso sair mais, conhecer gente”, diz.
Com 1,89 metro e olhos azuis, a beleza e simpatia de Carlo colaboram para que ele receba propostas de fãs e até assédio nas redes sociais, mas ele não dá o braço a torcer. “Pela internet, todo mundo tem coragem. Não tem como levar a sério”, explica. Por outro lado, Carlo reconhece que a rede também o aproxima dos fãs. “Eu sou pouco ligado nessas coisas. Queria acompanhar melhor, mas não dá. São muitos seguidores e o amor vem de forma espontânea. Ao mesmo tempo em que a cena vai ao ar, eles estão comentando pelo Twitter, uma loucura”, conta. 


Solteiro, Carlo confessa que sente falta de uma companhia

QUASE PAULISTANO
Na capital paulista há 13 anos, Carlo nasceu em Governador Valadares, Minas Gerais, e já passou pelo Rio de Janeiro e Bahia, mas agora, finalmente, sente-se em casa. “Minha história com São Paulo é meio complicada. Já vim e voltei várias vezes. Acho que para quem quer trabalhar ou estudar, é uma cidade muito acolhedora. Entretanto, as pessoas são meio frias. Confesso que não tenho muitos amigos paulistanos, mas há algo que não me deixa sair daqui (risos).”


Vaidade zero: “Não sou nada vaidoso.  Visto o que acho que fica bom (risos)

15/03/2017 - 17:02

Conecte-se

Revista Contigo!