"Meu corpo é um templo", Negra Li sobre a segunda gestação

Negra Li está totalmente segura com as transformações de seu corpo. Aos 37 anos, a cantora garante que nunca passou por crises e, inclusive, está se admirando cada vez mais

por MARIANA SILVA | fotos RACHEL GUEDES

Negra Li grávida pela segunda vez | <i>Crédito: Rachel Guedes
Negra Li grávida pela segunda vez | Crédito: Rachel Guedes
Se tivesse que escolher entre sua juventude e o agora, Negra Li não teria dúvidas ao anunciar o presente como sua melhor fase. Aos 37 anos, a cantora, que já é mãe de Sofia, 7, está no quinto mês de gestação de seu segundo filho, um menino, que se chamará Noah Malik. Os dois, do casamento com o músico Junior Dread, 35. 
A decisão de aumentar a família foi planejada, assim como registrar sua plenitude durante a gestação. A convite da fotógrafa Rachel Guedes, 47, ela topou o desafio de mostrar, além do barrigão, o corpo, e não se importou em posar coberta apenas por uma rede. “Já tinha feito outro ensaio quando engravidei da Sofia e fiquei morrendo de vergonha. Agora já estava mais tranquila. Quando estou grávida, perco o pudor. É como se esse corpo não fosse meu, mas como um templo para carregar meu filho. E, por isso, não o vejo como algo sexual. A barriga cresce, assim como o peito serve para mamar. Não tenho problemas em mostrar isso”, explica. 
O passar do tempo e a experiência com a maternidade, a fizeram encarar tudo de uma nova forma. “Hoje me vejo diferente, mais bonita, mais mulher, mais segura. O passar dos anos colaborou comigo. Sinto que até meu corpo está mais bonito. Diferente de quando era mais jovem, eu me olho e me gosto. Estou preferindo usar roupa justa para destacar a silhueta, coisa que não fazia antes”, confessa.
Por outro lado, ela também reconheque os primeiros meses não foram os melhores e que mudar seus hábitos foi fundamental para se sentir totalmente bem. “Na primeira, não tive nada de diferente. Nesta, eu realmente me senti grávida. No início, era muito enjoo, cansaço, fome, inchaço. Lembro que cheguei a passar mal durante um show. Mas comecei a cuidar da alimentação, estou fazendo exercícios específicos para gestantes e agora está bem melhor”, compara.
Além dos sintomas naturais, os desejos também permearam o primeiro trimestre da gestação. “Tive muita vontade de comer pé de galinha. Pedi para minha mãe fazer, comi e ainda aproveitei o caldo para fazer molho de macarrão. Ficou horrível. Mas eu estava muita vontade e queria comer até ver o fim. Fiz uma geleia do caldo também, mas essa não aguentei. Consegui comer uma vez só (risos).”


COMPANHEIRA PARA A VIDA
A decisão de dar um intervalo maior entre os dois filhos foi calculada com sabedoria pelo casal. “Antes, eu acreditava que pouco tempo de diferença seria melhor, até para eliminar o trabalho e cuidar dos dois de uma vez só. Mas, pensando melhor, pelo trabalho e a vida sem rotina que tenho, não daria para fazer parte da vida dos meus filhos como eu tive a oportunidade de fazer. Por isso, acho que fizemos bem. É como se tivessemos atenção exclusiva para os dois”, explica. 
A relação com a filha, que já é capaz de entender as transformações em sua vida, está cada vez mais forte e Negra Li sente que o período gestacional tem sido bem menos solitário. “A Sofia é muito segura e muito doce, muito cuidadora. Me ajuda, cuida de mim até quando eu não preciso (risos). Está encarando tudo muito bem. Melhor do que eu imaginava que seria. Não tem ciúme, mas percebo que quando me direciono ao bebê de uma forma que antes só falava com ela, ela ainda assusta um pouco. Talvez por curiosidade mesmo. Sinto que ela vai ser ótima e o bebê tem muita sorte por ter alguém como ela”, emociona-se.


EXPERIÊNCIA NORMAL
Previsto para nascer em julho, o pequeno deve vir ao mundo de parto normal. O metódo é diferente do escolhido na primeira gestação da cantora. “Com a minha filha, foi cesariana, por escolha minha. Agora quero tentar o normal, mas não necessariamente humanizado. Estou com um pouco de medo, apesar de já ter amadurecido bastante a ideia com minha médica. Sei que quero ter essa experiência”, diz. O plano é compartilhado com o marido, Junior, e ela, inclusive, entrega alguns detalhes do relacionamento dos dois. “Entre nós está tudo muito gostoso. Quando a gente se sente bem, todas as áreas do casamento ficam boas também. Estamos nos curtindo. Desta vez, ele está mais tranquilo, mas não menos cuidadoso comigo”, conta, enquanto imagina o rostinho do filho: “Quero que nasça da cor do Junior e ele quer que seja cor da Sofia, porque sempre quis uma filha pretinha. Acho que depois desse, ainda teremos vontade de mais um”, confessa.


MELANINA BOMBANDO
Cada vez mais perto dos 40, Negra confessa nunca ter sofrido com crises de idade. “A melanina ainda esta bombando por aqui. Não sinto peso com o passar dos anos e me amo cada vez mais. Hoje, tenho confiança em mim e, talvez por isso, sinto que a beleza exala. Hoje, me olho e me admiro. Penso: ‘Que orgulho eu tenho de quem me tornei”, conta.
Por outro lado, acompanhar o desenvolvimento da filha e dos sobrinhos a faz refletir sobre tempo. “O espelho não me avisa que estou envelhecendo, mas minha filha, sim. Parece que foi ontem que ela estava na minha barriga e agora já tem 7 anos”, reflete.
Completando duas décadas de carreira na música, a maternidade dupla não vai ser um impecilho para que a cantora continue focada naquilo que mais gosta de fazer, mas ela garante que pretende manter todas as áreas de sua vida em equilíbrio. “Tento de todas as formas ser uma mãe boa e presente. E continuarei tentando. Recentemente, recusei um trabalho porque sei que o bebê não estaria pronto para ficar sozinho. Este é o meu momento e eu vou cuidar disso. Não tenho planos para voltar rápido, fiz isso com a Sofia e sofri muito. Não quero mais. Quando eu puder, farei”, avisa.
Atualmente, ela segue focada na produção de seu novo álbum, ainda sem título, mas que deve ser lançado até setembro deste ano. “Será um CD que tem boa parte das músicas compostas por mim, totalmente independente. Pretendo lançar uma das faixas em maio. Será uma forma de comemorar o Dia das Mães e ainda aproveitar este meu momento”, adianta.

17/03/2017 - 17:10

Conecte-se

Revista Contigo!