Malu Falangola, a Sula de Malhação, é adepta das leis da atração

Pensamento positivo e otimismo são primordiais para a atriz. Pernambucana, a atriz já se adaptou completamente ao Rio de Janeiro

Por Ligia Andrade

Malu Falangola é a Sula de Malhação | <i>Crédito: Fotos: Sergio Zalis / TV Globo
Malu Falangola é a Sula de Malhação | Crédito: Fotos: Sergio Zalis / TV Globo
Aos 9 anos, Malu Falangola pediu aos pais para entrar em uma agência de modelos em Recife. Queria aprender a desfilar e a fotografar. “Gravava vídeos dançando, cantando, desfilando e fiz algumas fotos. Sempre muito exibida, usando batom vermelho (risos)”, recorda a atriz, a Sula de Malhação (Globo), de 22 anos. Aos 17, foi convidada por uma agência para morar no Rio de Janeiro. Já na cidade, recomendaram que ela fizesse um curso de teatro. A partir daí, sua vida mudou. “Até então, não pensava em ser atriz. Realmente o destino me apontou de cara o que teria de seguir. Fiz peça de teatro, comerciais, webséries e consegui passar no meu primeiro teste para TV em Amorteamo (Globo, 2015). Depois fiz Totalmente Demais (Globo, 2015) e não saí mais.” 

“Sempre imaginei muitas coisas que terminaram acontecendo na minha vida”

Morando só com a mãe no Rio, a atriz encontra o conforto na família que está mais longe. “A adaptação foi intensa, mas gostei de cara, mesmo sendo uma ‘babona’ oficial de Pernambuco. Já estou entrosada, amo essa agitação carioca”, celebra. Um de seus dias mais difíceis na cidade foi quando sofreu assalto à mão armada. “Passei por um período complicado de medo. Perdi documentos e objetos de valor que me renderam um prejuízo. Esse momento ainda não está no passado, é uma luta difícil e que não é só minha.” 
Início de carreira nunca é moleza, porém Malu nunca pensou em desistir de seus sonhos. Acredita na lei da atração. “Ela é forte. Não se pode fraquejar. Ouvi muitos ‘nãos’ , até mesmo ‘sim’ que virou ‘não’”, justifica. Um tanto espevitada quanto Sula, Malu enxerga nela seu lado batalhadora. “Sempre imaginei muitas coisas que terminaram acontecendo na minha vida. É um orgulho poder representar uma nordestina fora dos padrões do perfil apresentado geralmente em novelas, livros e filmes.”


Coração preenchido
Após Malhação, Malu não pensa em parar. Está louca para voltar aos palcos. “Também quero continuar fazendo testes para seguir na televisão ou cinema, que é a minha paixão”, afirma ela, que tremeu na base ao encontrar com fãs pela primeira vez. “Foi no aeroporto de Fortaleza. Tínhamos acabado de gravar as primeiras cenas da novela, estava mais nervosa do que eles nesse momento (risos).” Namorando há dois anos o engenheiro Walter Ramacciotti, 27, orgulha-se do relacionamento que construiu. “Sempre fomos sinceros e atenciosos um com o outro, e isso me chama atenção no mundo de hoje, tão acelerado e passageiro. Ele é muito parceiro mesmo não sendo do meio, entende o meu lado como qualquer outra profissão e suas questões”, ressalta ela, sem fazer planos de casamento.

Malu construiu laços afetivos com seus colegas de elenco. É amiga de Aline Dias (foto), Barbara França e Giulia Gayoso 

 Malu é vaidosa, adora sentir-se bonita e gosta de ir à academia. “Busco fazer, no mínimo, exercícios três vezes por semana, variando entre musculação e aeróbico.” Atenta à alimentação, já fez dietas arriscadas, sem sucesso. Por isso, não aconselha. “Não conhecemos nosso corpo por completo. Hoje, tenho cardápios feitos por uma nutricionista e tento segui-los. Posso dizer que mantenho uma dieta saudável. O que me faz sair dela são massas, chocolates e molhos”, confidencia. Fã do ator Irandhir Santos, 38, orgulha-se de seu sobrenome. “Sou bisneta do jornalista italiano Ugo Falangola, que levou o Cinema Mudo a Pernambuco na década de 1920, importante para o início do Ciclo do Recife.” 

14/04/2017 - 17:00

Conecte-se

Revista Contigo!