Luisa Périssé: Talento no sangue

Filha de Heloísa Périssé e Lug de Paula e neta de Chico Anysio, a atriz segue os passos da família e investe na carreira. Só não garante que será comediante!

Por Bianca Portugal

Luisa Périssé segue os passos da mãe, Heloísa Périssé | <i>Crédito: Fotos: Jorge Bispo e Reprodução Internet
Luisa Périssé segue os passos da mãe, Heloísa Périssé | Crédito: Fotos: Jorge Bispo e Reprodução Internet
A infância de Luisa Périssé, 18 anos, foi nas coxias dos teatros e nos bastidores da TV. Filha da atriz Heloísa Périssé, 50, e do ator Lug de Paula, 60, e neta do humorista Chico Anysio (1931-2012), ela nunca teve dúvidas sobre qual carreira seguir. “Viajei muito pelo Brasil acompanhando os trabalhos da minha mãe. Sempre tive uma inspiração, uma vontade de participar. Vê-la trabalhando só me deixou com mais sede de conhecimento, vontade de atuar”, contou a atriz. Hoje, Luisa está gravando o programa TOC’s de Dalila, do canal a cabo Multishow, e se prepara para começar a ensaiar a peça Alice no País da Internet, que estreia em junho no Teatro João Caetano, Rio de Janeiro. Em ambos os trabalhos, ela atua ao lado da mãe. “Ter referências na família é sempre bom, mas acaba que as pessoas já ficam com uma imagem minha, que eu tenho que ser boa, que eu tenho que ser comediante. Parece que sempre estão esperando algo de mim, sendo que eu sou eu e eles são eles. Sou muito mais uma admiradora do que herdeira do talento deles. Não sei se tenho este talento, preciso me experimentar como atriz e estou pronta para isso”, confessou ela que, não se considera comediante. “Gosto de um bom texto, seja drama ou comédia.”

Luisa com a mãe, Heloísa, uma de suas melhores amigas

Bonecas ‘vivas’
Embora frise não saber se herdou o talento da família, Luisa, desde muito pequena, já mostrava que ninguém nasce com esse DNA à toa. Suas bonecas sempre foram mais do que simples objetos inanimados. Para cada uma, ela inventava uma voz diferente  e uma personalidade. “Faço várias imitações. Meu forte, mais do que atuação em geral, é imitação. Gosto de criar personagens e diferentes situações loucas! Adoro viajar na imaginação”, contou ela, empolgada com o assunto.Com tanta criatividade, Luisa também extravasa escrevendo. O tema? Não importa, ela circula em diferentes linguagens. “Amo escrever, principalmente crônicas sobre discussões e problemas do dia a dia, como desigualdade, tabus, diferenças, etc! Gosto também de fazer roteiros e histórias fictícias, que utilizem bem a imaginação. E filosofia. Um filósofo que me inspira muito é Nietzsche, de quem estou lendo um livro agora, e o pai da Psicanálise, Freud”, explicou.

Desde criança, Luisa criava personalidades e diferentes vozes para as suas bonecas

Ansiosa para o palco
Mesmo com tantos atributos latentes e os vários exemplos dentro de casa, Luisa confessa que, no fundo, seu pai gostaria que ela tivesse seguido outra profissão. “Por já ter muitos atores na família, ele preferiria que eu fizesse outra coisa, mas respeita a minha decisão e me apoia, claro! Ele acha que eu tenho uma veia para o teatro, sempre falou isso”, contou. E, por falar em teatro, a atriz aguarda com ansiedade o início dos ensaios da próxima peça. “Não vejo a hora. Minha personagem é a rainha de copas, dá para brincar bastante com ela. Quero receber logo o novo texto para já começar a trabalhar e pensar em uma rainha bem maneira.” Até porque, é no palco, mais especificamente por conta das aulas que faz, que Luisa mantém sua invejável boa forma. “Não faço exercícios físicos nem dieta. Apenas não como carne vermelha ou frango, somente peixe”, explicou ela, que tem 1,54 m e 44 quilos. Enquanto a peça não estreia, Luisa também se dedica a testes na Rede Globo. Ela já trabalhou na emissora na minissérie Dercy de Verdade (2012), onde interpretou a própria humorista em sua fase jovem. 

09/05/2017 - 17:54

Conecte-se

Revista Contigo!