Lorena Queiroz: ela é uma fofura!

Com apenas 6 anos, a pequena já conquistou 
o Brasil. No ar em Carinha 
de Anjo, a menina conta 
que não sabe o que deseja ser quando crescer, entretanto, dispara: quer continuar em frente às câmeras!

Por Mariana Silva

Lorena Queiroz | <i>Crédito: Gabriel Cardoso
Lorena Queiroz | Crédito: Gabriel Cardoso
Com apenas seis anos, Lorena Queiroz surpreendeu muita gente ao aparecer como Dulce Maria, protagonista em Carinha de Anjo (SBT). Em seu primeiro trabalho na TV, com sua fofura e carisma, a menina mostrou que tem veia artística e já conquistou uma legião de fãs. Atualmente, são mais de 1 milhão nas redes sociais. “Na rua, as pessoas me reconhecem e pedem para tirar foto e eu gosto muito! Não tenho vergonha”, conta. Pouco antes de encarar o desafio profissional, a menina e a família se mudaram de Pedreira, no interior de São Paulo, para a capital, onde Lorena participou dos testes da trama infantil. “Foi muito legal fazer a seleção. Eu recebi um texto e decorei duas personagens, uma boazinha e uma malvada. Gostei muito de interpretar as duas. Quando eu fiz o teste, errei o texto, pedi licença e comecei de novo. Também cantei e falei o que eu gostava de fazer. Passei e, assim, chegou a Dulce Maria!”, comemora ela, que já recebeu os títulos de Mini Miss São Paulo e de Mini Miss Brasil Fotogenia.


Lorena se considera parecida com Dulce Maria, principalmente pelas travessuras vividas pela personagem

Apesar do talento nato, Lorena ainda conta com o apoio dos pais, Gabriela Queiroz, 29, e Cesar Politti, 39, para conseguir estudar seus textos e, ao mesmo tempo, se dedicar às obrigações escolares (ela está na 1ª série). As gravações acontecem de segunda à sábado e, em cena, a pequena atriz é acompanhada pela coach Gisele Ramos, 50. “Desde pequenininha, Lorena sempre gostou deste meio. Nunca precisei incentivar. Ela fazia aula de dança e nunca teve vergonha de nada, se destava em apresentações de escola. Quando ela vê uma câmera, então... (risos). De primeira, ela não é uma criança super solta, mas depois que conquista confiança, pega fogo”, garante Gabi, mãe da atriz.


Carinha de Anjo marca a estreia de Lorena na TV. Por conta da trama, ela e a família se mudaram de Pedreira, no interior de São Paulo, para a capital

SEM PERDER A INFÂNCIA
A rotina intensa não impede Lorena de viver e brincar como qualquer criança. Entre uma cena e outra, a menina aproveita para interagir com os colegas de elenco. “Aqui, minhas amigas são muito legais, a gente fica em uma salinha antes de gravar e fazemos bastante bagunça (risos).”
Longe das câmeras, ela também não desliga. Acompanhada pelo irmão, Enrico, 3, Lorena assiste aos capítulos e avalia sua performance em cena. “Minhas falas ficam todas na minha cabeça, eu não esqueço. Uma vez consegui chorar de verdade. Me senti uma atriz plena!”, conta.
Para a mãe, as responsabilidades não a fazem perder a essência infantil. “Lorena não deixou de ser criança porque sempre foi diferente das outras. Nunca gostou de ficar sentadinha, brincando de boneca, por exemplo. Ela gosta de pintar, de pular corda, de coisas muito simples. Acredita em princesas, em Papai Noel, Fada do Dente. As coisas ainda são muito lúdicas para ela. Trabalhar não a impediu de fazer as coisas que já fazia antes”, avalia Gabriela. “Eu digo para minha mamãe que as crianças que tem roxo (hematomas) é porque brincam e são felizes. E eu sou feliz no trabalho e na minha casa. Uma vez, um menino duvidou que eu não conseguia pular de um brinquedo e eu pulei, ai quebrei o braço. Mas faz parte, eu preciso brincar, né?”, defende Lorena.


Além de atriz, Lorena já recebeu os títulos de Mini Miss São Paulo e de Mini Miss Brasil Fotogenia

FILHA DO CORAÇÃO
E, se na vida real, Lorena é o xodó dos pais, o mesmo se repetiu na ficção. Aos poucos, a atriz se adaptou em ter “pais do coração”, como ela carinhosamente chama o ator Carlo Porto, 35, intérprete de Gustavo Lários, e a atriz mexicana Lucero, 47, que vive Tereza. “Nos primeiros meses de trabalho, não foi nada fácil estabelecer com ela essa relação entre pai e filha. Algumas vezes ela não falou comigo, não quis vir no meu colo e, em cena, não me olhava como uma filha. Era difícil... Mas o tempo foi passando, nos aproximamos naturalmente, conversamos e brincamos e o resultado disso se vê hoje na TV”, diz Carlo, que completa: “Eu tenho um amor imenso por esta menina que todos os dias me impressiona com sua inteligência, carisma e bom humor. Uma admiração e respeito por esta pessoa que, com tão pouca idade, encara esta responsabilidade com alegria e sem deixar de ser criança”. 
O mesmo sentimento é compartilhado pela pequena atriz. “Foi difícil, sim, mas agora somos muito amigos. Eu atormento bastante o Carlo. Ele é meu papai do coração”, declara a fofinha.


Com a atriz mexicana Lucero, que vive Tereza, sua mãe 
na trama infantil e Carlo Porto, 
que interpreta 
Gustavo Lários, seu 
“papai do coração”
 
FUTURO PROMISSOR
Quando questionada sobre seus próximos passos, Lorena diz que ainda não sabe ao certo o que quer ser quando crescer, mas tem uma certeza: quer estar em frente às câmeras. “Gosto de gravar novela. Quero fazer muitas! Mas gosto de cantar também, ainda não decidi o que quero fazer. Sei que preciso estudar bastante”, diz ela, que gravou o single Meu Nome é Lorena no início do ano.
Comprometida com as gravações de Carinha de Anjo, no segundo semestre ela deve lançar seu primeiro álbum, que contará com cinco faixas.

16/06/2017 - 20:15

Conecte-se

Revista Contigo!