Li Martins apresenta a pequena Antonella

Com a filha de 4 meses, a cantora assume o papel mais importante de sua vida ao mesmo tempo em que retoma as apresentações com o grupo Rouge. Solteira, ela não descarta a possibilidade de viver um novo amor, desde que seja para somar

por Mariana Silva

Li Martins apresenta Antonella | <i>Crédito: Thalita Castanha
Li Martins apresenta Antonella | Crédito: Thalita Castanha

O agito e a ansiedade deram lugar à maturidade. Foi assim com Li Martins, 33 anos. O motivo da transformação tem nome e apenas 4 meses de vida: Antonella, sua primeira filha, fruto do relacionamento com o modelo e apresentador João Paulo Mantovani, 36. Os dois se conheceram durante o reality show A Fazenda (RecordTV), em 2015, mas se separaram em fevereiro deste ano. No entanto, o carinho continua. “Somos muito amigos. Trabalhamos juntos na criação dela e dividimos funções. Quando preciso de uma ajudinha, ele vem até a gente, pois ela ainda é muito novinha”, explica.

Realizada com a nova rotina, a cantora não esconde que este é o momento mais importante de sua vida. “Hoje, minha maior responsabilidade é ser mãe. Sem sombra de dúvidas. Não existe nada mais importante do que isso”, declara ela, que desde o nascimento registra cada fase da menina.


Antes mesmo de ter a primogênita, Li já fazia planos para a maternidade. “Desde a gestação eu queria muito amamentar, mas tinha medo de não conseguir. No início foi difícil, precisei insistir”, relembra, sem poupar elogios à pequena. “Ela é um bebê muito feliz! Está sempre sorrindo! Dizem que os três primeiros meses são mais difíceis por conta da adaptação, então agora já está tudo melhorando”, completa. Atualmente solteira, a companhia de Antonella a preenche, mas Li não descarta a possibilidade de viver um novo amor em breve. “Estou totalmente comprometida com minha filha. Quem aparecer agora terá que entender isso. Mas, sim, estou com o coração aberto”, entrega.


DE VOLTA AOS PALCOS
Em setembro, com o anúncio do retorno do grupo Rouge, Li precisou reorganizar seus passos: “Minha única condição era que a Antonella pudesse me acompanhar em todo tempo”, explica. Antes disso, ela chegou a explorar carreira solo e lançou diversos singles. Entre eles, Vai Chegar que ganhou um videoclipe gravado na Turquia em 2016. Atualmente, ela festeja o reencontro com Aline Wirley, 36, Fantine Thó, 38, Luciana Andrade, 39, e Karin Hils, 38, de quem havia se despedido em 2005. “Ainda estou assimilando. Foi uma grande surpresa! Claro, a gente sabia que tínhamos vários fãs pelo país, mas não fazíamos ideia da dimensão. Nunca passou pela minha cabeça que esgotaríamos ingressos em apenas três horas”, confessa. Além da oportunidade de compartilhar a voz e novas coreografias, agora, Li tem chance de trocar experiências sobre a maternidade com Aline (mãe de Antônio, o Caramelo, 2), e Fantine (mãe de Christine, 3), 38. “Sem perceber, a gente acaba trocando figurinhas e dividindo experiências. É inevitável”, diz ela, sempre junto de sua pequena. “Eu sempre levo ela comigo. Antonella ainda mama, não tem como ser diferente. Por conta dos shows, como não posso parar, até comecei a inserir a mamadeira e ela está se adaptando, mas não quero deixar de amamentar. Esse contato é importante”. 


Após o primeiro show, que aconteceu no início de outubro no Rio de Janeiro, em novembro o Rouge se apresentará em São Paulo. Além disso, em 2018 a girlband fará uma turnê que passará por capitais brasileiras como Recife, Belo Horizonte, Brasília e Salvador, e lançará um DVD com o registro das apresentações. Quando questionada sobre a possibilidade de retomar os trabalhos solo, Li é categórica: “No momento quero me dedicar à minha filha. Essa fase passa muito rápido, e eu não quero perder nada”, entrega. 

28/10/2017 - 11:30


Vídeos recomendados para você

Conecte-se

Revista Contigo!