Izabel Alvares, do MasterChef, emagreceu 39 kg e se sente uma nova mulher

Vencedora do MasterChef de 2015 e apaixonada por gastronomia, ela compartilha receitas, mas não quer ser referência em dieta

Por Ligia Andrade

Izabel Alvares, do MasterChef, emagreceu 39 kg | <i>Crédito: Fotos: Fabrizia Granatieri
Izabel Alvares, do MasterChef, emagreceu 39 kg | Crédito: Fotos: Fabrizia Granatieri
A paixão pela gastronomia é a mesma. Já a silhueta de Izabel Alvares,  impressiona pela diferença: são 39 quilos a menos na balança. Vencedora da segunda temporada do MasterChef Brasil (Band), a carioca levou o troféu de melhor cozinheira amadora do país em 2015 e um susto ao se ver na TV. “Fiquei chocada, tinha um problema de autoimagem. Sabia que estava gorda, não daquele tamanho”, recorda ela, vítima de gordofobia à época. “Usei o programa como força. Os comentários incentivam também, não estava feliz.” Diagnosticada com compulsão alimentar, Izabel engordou em 2006, por questões emocionais, e não conseguiu recuperar o peso. “Fui ao psiquiatra, tomei medicação, fiz análise e nada adiantou”, explica. Ao ler sobre a dieta low carb, descobriu que a sua compulsão poderia estar ligada ao consumo de açúcar. Ao cortá-lo de sua dieta, a relação com a comida mudou. “Sinto menos fome e desejo de comer toda hora, limpei meu organismo.” Dos 108 quilos, restaram 69. É como nascer de novo. “Hoje, corri de manhã e antes mal ia à praia. Melhorou a minha vida, não só a autoestima, a sensação de liberdade. É como se fosse uma pessoa nova”, avalia. 

Um dos maiores incentivadores de Izabel é o noivo, o advogado Bruno Magalhães, 38. Juntos há cinco anos e dividindo o mesmo teto há três, eles planejam se casar em breve. “Vai ser simples, vamos ao cartório. Ele nunca colocou o fato de eu emagrecer como fator para ficarmos juntos. Bruno tem muito orgulho de mim, fico boba de ver.” O novo visual pede um guarda-roupa novo, não é mesmo? Izabel doou cerca de 80% das roupas antigas. As peças preferidas ficaram na costureira. “Agora estou comprando aos pouquinhos. Meu sonho é chegar aos 65 quilos, decidi focar nos exercícios físicos. Estou sentindo que fiquei molinha, é hora de tonificar. Pretendo ficar um ano com esse peso, depois volto a emagrecer esses quatro quilos”, planeja a chef, que começou a fazer musculação – até então só corria na areia. “Me exercito de duas a cinco vezes na semana. É louco, porque me param na rua, recebo e-mail de pessoas me pedindo ajuda, dizendo que sou uma inspiração.”

Izabel engordou em 2006 e foi diagnosticada com compulsão alimentar 

Disciplina e liberdade
No entanto, Izabel quer ir com cautela, sem dizer para as pessoas o que elas devem ou não fazer. “Não sou profissional da área, além do mais já tentei seguir o exemplo de outras pessoas e fiquei frustrada porque não era o meu caminho. Fui a nutricionistas, só que acabei encontrando por mim mesma. Tive acompanhamento de endocrinologista e de clínico geral. É algo que tem mais a ver com a decisão de mudar do que com a dieta”, opina. A chef resolveu compartilhar suas receitas favoritas em seu site, o Magrela. Quer estimular as pessoas. “Não quero ser referência de dieta low carb. Compartilho minha experiência. Estou orgulhosa do Magrela, vai ajudar muita gente, as pessoas estão gostando.”Há três anos, Izabel também tomou uma atitude que mudou a sua vida para melhor: parou de fumar. “Achava que não tinha força de vontade, é um clique mesmo dentro da gente. Agora, minhas taxas de colesterol e glicose melhoraram, e tinha esteatose hepática”, revela ela, acrescentando não ter mais sinal de psoríase, doença autoimune relacionada à ingestão de glúten. “Secou tudo.”

Focada na dieta e em seu novo estilo de vida, Izabel conta a sua fórmula: disciplina e liberdade. “Dá para ser feliz assim. No domingo, comi uma fatia de pizza e malhei no dia seguinte como se nada tivesse acontecido. De segunda a sexta, mantenho a dieta rígida. No fim de semana, como e bebo o que quero, tem funcionado assim”, ensina ela, que não abre mão de encontro com os amigos. Pensando em sua dificuldade de encontrar drinques alcóolicos funcionais, pretende criar uma linha própria. “Encontrei sócios legais. É uma ideia embrionária por enquanto.” O MasterChef abriu portas para Izabel, que trabalhava como produtora de eventos. Ela passou três meses no fim de 2016 em Paris, estudando na renomada escola Le Cordon Bleu. “Não parei de trabalhar. Fiz ponta em um longa, estou prestando consultoria para um restaurante e quero lançar até julho essa linha de produtos.”

Em Paris, se sentiu uma adolescente em ter o seu tempo só dedicado aos estudos e para o turismo. Aprendeu, aprimorou suas técnicas e aproveitou para flanar pela Cidade Luz. “Foi difícil ficar longe do Bruno, ele me visitou algumas vezes. Consegui emagrecer 9 quilos, aproveitei para conhecer a cidade caminhando. Nunca vou esquecer essa experiência”, garante. 
Ela mantém contato com outros participantes do reality show. “Acabei de fazer um evento com a Deise (Paparoto, vencedora do MasterChef Profissionais, em 2016) e com o Leo (Leonardo Young, vencedor da terceira edição, em 2016). Raul (Lemos, vice-campeão em 2015) é meu grande amigo. É um vínculo eterno.” 

05/04/2017 - 20:00

Conecte-se

Revista Contigo!