Visagismo: aprenda a se comunicar usando o seu visual

Cores, cortes e comprimentos podem mudar a sua imagem de um jeito que você nunca viu! Aprenda as dicas dos especialistas para acertar e ficar linda!

terça 21 agosto, 2018
Visagismo? Confira a técnica usada para transformar o visual das famosas
Visagismo? Confira a técnica usada para transformar o visual das famosas Foto:Reprodução Instagram

Veja mais

Rafaela Mandelli clareou os cabelos para viver sua personagem, a psiquiatra Helen, em O Tempo Não Para. A apresentadora e atriz Adriane Galisteu fez o caminho inverso para a trama e escureceu os seus famosos fios loiros. O motivo? Passar uma impressão diferente para os seus respectivos papéis, como seriedade, modernidade, por meio de um novo visagismo. E não só as famosas usam para seus trabalhos, mas sim para a vida real. "Nos tempos atuais, o visagismo é uma ferramenta de grande importância, que permite externar suas qualidades internas e temperamento através do que você comunica na imagem pessoal, com relação ao cabelo, estilo de roupa, make entre outros.  Pode ser usada também para buscar equilíbrio na imagem, tendo em foco o objetivo que você deseja expressar através da sua imagem", conta o hairstylist Bruno D Viana, do Salão Color Factory.

Da forma mais direta, o Visagismo pode ser definido como a forma de embelezar ou criar a beleza com estilo, personalidade e identidade. "No caso de um profissional cabeleireiro visagista, o principal é identificar o formato do rosto, que pode ser redondo, quadrado e por aí vai. Porém, temos que nos atentar a cor da pele, formato do nariz, estilo do cliente (roupas) e inclusive sua profissão, para escolher o melhor cabelo", explica Edu Alves, hairstylist do Retrô Hair, em São Paulo. 

MAS, COMO USAR O VISAGISMO NA VIDA REAL? 

A mudança de visual é uma decisão importantíssima na vida das pessoas, especialmente as que se amparam na imagem para trabalhar, como os famosos. Então, que tal seguir algumas dicas dos profissionais?

1) Como escolher o profissional ideal?

Paloma Pinup, do Salão Cabelaria, em São Paulo, ensina que, primeiro, o estilo do profissional é uma das primeiras coisas para se prestar atenção. "O visagismo é muito íntimo e cada pessoa precisa estar à vontade para receber a consultoria e falar sobre si , pois quase sempre é uma redescoberta", explica. No Brasil é muito comum todos os cabelereiros fazerem todos os serviços, mas não necessariamente eles são bons em tudo. Para Bruno, é importante que a cliente busque profissionais habilitados, especialistas no tipo de serviço (corte, coloração para loiras, ruivas...). "Pesquise sempre a especialização do profissional, muito provável que um grupo de profissionais trabalhando em conjunto alcance um resultado mais assertivo e satisfatório", conta o hairstylist. Procure nas redes sociais, que são um dos melhores meios para conhecer os trabalhos dos profissionais.  

2) Quais referências devo levar? Como pesquisar essas imagens?

Levar exemplos para o profissional é de grande importância, pois assim o visagista tem um norte a seguir, ou até mesmo indicar outras possibilidades. "Normalmente, quando o cliente não leva, eu abro o celular e procuramos juntos , mostro o que estou pretendendo fazer, alinhando com suas expectativas", revela Edu. Além de levar as fotos de famosas ou de cortes que você goste, leve os que não são muito do seu gosto. "Sempre peço para minhas clientes mostrarem três fotos de cabelos que ela gosta e duas que não gosta, assim, fica mais fácil de sermos assertivos e de identificar quando a cliente não tem certeza do que quer", fala Bruno, que também afirma sobre se autovalorizar. "Se você não tiver um dossiê visagista, lembre-se sempre de valorizar sua beleza e levar em consideração seu formato de rosto, tipo de cabelo, cuidado que você terá pra arrumar esse cabelo com o corte escolhido."

3) Copiar o visual das celebridades (literalmente) funciona? Melhor pensar de novo!

Todos os especialistas afirmam que o caminho de copiar quase que literalmente o corte ou a coloração das celebridades pode não ser o melhor. "Nós somos únicos e cada pessoa tem uma intenção diferente para passar com a própria imagem, como ela se sente no momento e copiar o corte ou a cor de outra pessoa talvez não represente totalmente o que ela deseja expressar", enfatiza Paloma. "Copiar mesmo se torna inviável, por não ter nenhuma relação com a estrutura, textura, quantidade do cabelo, tons totalmente inviáveis para o fio, formato de rosto incompatíveis", diz o cabelereiro do Retrô Hair. 

Por Tainá Goulart
Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

NOVELAS

  1. 1 João Baldasserini muda seu visual para ‘O Tempo Não Para’
  2. 2 O Sétimo Guardião – Resumo dos Capítulos de 19 a 24/11/2018
  3. 3 O Tempo não para – Resumo dos Capítulos de 19 a 24/11/2018
  4. 4 Fabiula Nascimento fica loiríssima
  5. 5 Espelho da Vida – Resumo dos Capítulos de 19 a 24/11/2018