Maria Casadevall: "Eu sou muito passional com a vida!"

A atriz falou sobre a experiência de viver sua primeira vilã e ainda abriu o jogo sobre suas relações pessoais, sempre muito intensas

quarta 12 agosto, 2015
Maria Casadevall:
Maria Casadevall: "Eu sou muito passional com a vida!" Foto:TV Globo/Renato Rocha Miranda

Veja mais

Prestes a estrear em I Love Paraisópolis na pele de Margot, sua primeira vilã,Maria Casadevall contou que é, literalmente, apaixonada por tudo o que faz. "Eu sou muito passional com a vida! Em todas as minhas relações - amorosas, profissionais, de amizade - eu estou sempre muito inteira", enfatizou a bela.

Conhecida por seu jeitinho extrovertido, a atriz ainda contou que as suas roupas falam muito por ela. "Eu tenho um estilo próprio e o modo como me visto é um modo de mostrar como eu vejo o mundo. E eu sei que, às vezes, é uma maneira bem engraçada", brincou.

Sem esconder o orgulho, Maria não economizou elogios à sua personagem. "Eu não tenho a sofisticação da Margot, pelo menos quanto ao modo de me vestir. Ela está sempre impecável, preocupada com a roupa e com a maquiagem", explicou. "Comecei a pesquisar o figurino da Margot bem antes de começar a gravar a novela. E eu estou trabalhando com a mesma figurinista que trabalhei em Amor à Vida (2013). Foi incrível quando eu fui dar as referências e ela me mostrou que também pensava naquelas mesmas coisas", comemorou. "Meu papel é o de uma mulher sóbria e elegante, mas muito moderna: adora ousar nos decotes, por exemplo. É por isso que eu usaria as roupas da Margot! Me identifico mais com o estilo dela do que com o da Patricia", confessou, fazendo referência à sua última personagem nas telinhas.

Mas Casadevall não deixa de ressaltar que Margot é tão boa quanto má. "Ela não é vilã, ela é humana! A partir do momento em que ela perde o namorado, isso desperta nela um lado que é mais frio, mais calculista. Os jogos e os conflitos desta novela são muito humanos e eu acho isso muito importante", considerou. "A gente quer, cada vez mais, dialogar com o universo das séries e do cinema. O roteiro está adquirindo cada vez mais qualidade e abandonando um pouco o perfil maniqueísta das novelas. A gente está procurando essa humanidade nos personagens", revelou. "Por isso, Margot é uma mulher muito inteligente, forte e, ao mesmo tempo, muito delicada", concluiu.

E é claro que é impossível olhar para o novo visual de Maria sem notar a ausência de sua icônica franjinha. "Foi uma brincadeira que eu fiz, uma ideia que eu tive muito antes de saber que faria Amor à Vida. Mas eu já estava doida pra me ver um pouquinho sem ela, porque eu acho que, assim, você tem uma liberdade maior de movimento, de penteados. Eu preciso estar me transformando a todo momento, eu tive que me desapegar!", brincou. 

Feliz da vida, Maria ainda se derreteu pelas colegas de elenco, Bruna Marquezine e Tatá Werneck. "É uma aula. A Bruninha cresceu na televisão, então, ela entende muito. Gravei uma cena com ela e fiquei com os olhos vidrados! A Tatá é uma gênia do improviso. Tem sido uma aula e uma troca muito boa, na verdade", elogiou.

Apesar de ter chegado dirigindo um Fusca, com Caio Castro no banco do passageiro, a morena se recusou a falar qualquer coisa a respeito do casal, mas mencionou o fato de fazerem mais uma novela juntos: "É ótimo! Assim como com o restante do elenco, a gente tem se ajudado muito!", disse ela, que também contracenou com o ator na série Lili, a ex, da GNT. 

Priscila Doneda
Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

NOVELAS

  1. 1 ‘O Tempo Não Para’: Coronela é desmascarada por Betina
  2. 2 'O Sétimo Guardião' estreia com bons índices de audiência
  3. 3 ‘O Sétimo Guardião’: Valentina descobre o paradeiro de Gabriel
  4. 4 Conheça a história e os personagens de ‘O Sétimo Guardião’
  5. 5 Brasileiro é eleito o Mister Grand International 2018